Troque seu coração

Troque seu coração

Mais um Natal que passou e um final de ano que se aproxima, e sempre a expectativa que o ano que está chegando será melhor!

Para muitos esse ano sequer aconteceu, para outros aconteceram muitas coisas negativas, tornando difícil acreditar em algo positivo. Mas como estamos sempre buscando algo que nos motive, nos forçamos a acreditar que realmente 2004 nos trará tudo aquilo que estamos desejando. E que assim seja!

É uma época que nos convida à reflexão, a busca por uma maior espiritualidade, que nos conduz a nossa capacidade de acreditar que somos capazes de superar os obstáculos da vida e ir adiante. O ano novo é um símbolo universal de passagem, nos trazendo a possibilidade de mudança para conseguir o que não se conseguiu ainda, se permitir realizar o que não foi possível.

Cada um acalenta dentro de si o desejo de amores, saúde, trabalho, dinheiro. Tudo isso nos faz resgatar a nossa capacidade de sonhar! É tempo de perceber os passos e descompassos com o que deseja. O quanto você se aproximou de seus próprios desejos? O que tem feito para isso ou o que ainda pode fazer? Não há mais tempo?

Claro que sim. Há um ano inteiro só para você realizar tudo aquilo que ficou para depois, mas que agora não há mais motivos para desculpas, pois está começando a perceber que a vida passa muito rápido e o que vale mesmo ainda é o amor! Amor pelo que faz, amor por aqueles que te amam, amor principalmente por você mesmo! Começa a perceber que não adianta querer mudar o mundo, a cidade, as pessoas, se a mudança não ocorrer dentro de você.

Como é tradicional o balanço nessa época do ano, podemos parar por alguns minutos e reavaliar como foi o ano que passou. O ano novo sempre coloca algumas perguntas, que nem sempre nos predispomos a respondê-las. Será que foram só perdas? Será que você não teve nenhuma conquista? Pegue uma folha em branco, caneta e vamos trabalhar. Mais? Agora com o objetivo de fazermos o que a correria diária nos impede: uma reflexão.

  • Quais foram as dificuldades que você enfrentou esse ano? Escreva todas, se quiser poderá dividir por áreas: profissional, financeira, amorosa, pessoal, saúde, familiar, social.
  • Não continue a ler sem ter respondido. Já respondeu? Agora faça o próximo passo.
  • Quais foram as mensagens e/ou o aprendizado que essas dificuldades te proporcionaram? Nenhuma? Como aprender com tanta coisa ruim? Sim, sempre podemos aprender, desde que estejamos abertos para perceber o aprendizado. Busque essa resposta dentro de você.
  • Escreva todas as conquistas que obteve. Será que não está supervalorizando mais tudo que é externo e desprezando conquistas mais sutis, mas que sejam talvez muito mais profundas e valiosas?
  • Como está sua saúde?
  • O que você perdeu?
  • O que você ganhou?
  • Agora faça um balanço. Você tem mais coisas a se lamentar ou agradecer?
  • Quais são seus objetivos para o próximo ano? O que pretende conquistar? Lembre-se de incluir fazer todo dia algo por você.
  • Pegue uma outra folha e escreva todos os sentimentos negativos que estão em seu coração. Tudo que foi guardando no decorrer do ano e que com certeza não te levará a lugar algum. Sentimentos como raiva, tristeza, mágoa, ressentimentos, decepções, angústia, dúvidas, medo, insegurança e o que mais sentir. Depois que escreveu tudo, poderá rasgar a folha, jogá-la no vaso sanitário e dar a descarga ou ainda poderá queimá-la, mas faça isso com cuidado. Enquanto faz uma das opções, imagine que os sentimentos escritos estão saindo de dentro de você. Isso pode realmente acontecer, pois seu inconsciente não consegue distinguir realidade de imaginação.
  • Pegue uma outra folha e escreva todos os sentimentos positivos que deseja ter dentro de você: alegria, realização, confiança, sabedoria, harmonia, força interior, paz, amor! E guarde.
  • Feche os olhos por uns segundos e imagine tudo isso entrando dentro de você e tomando conta de todo o espaço vazio que se formou com tudo que se libertou. Sinta paz, sinta alegria, sinta força, sinta amor!
  • Como foi escrever tudo isso? Qual foi a conclusão que chegou? Se fez todo o exercício, você conseguiu tocar em seu coração e trocar tudo que não queria mais por tudo que deseja. Que permaneça em seu coração! E eu também. Depois de 12 meses de trabalho, correrias, cobranças, estresse, decepções e angústia, espero que cada um finalmente tenha encontrado um tempinho para olhar para dentro de si mesmo e recuperar uma característica exclusivamente humana: o desejo de acreditar e sonhar!

    Comente

    Assuntos relacionados: psicologia natal autoanálise mudança

    Últimas