30 minutos de atividade física te ajudam a dormir melhor

30 minutos de atividade física te ajudam a dormir

De acordo com um estudo da American College Sports Medicine, a atividade física é unanimidade na promoção da saúde e melhora da qualidade de vida e do sono. Mas, segundo o estudo, para que o corpo esteja em equilíbrio e o sono mais saudável é necessário que o indivíduo pratique no mínimo cerca de 30 minutos de atividade física diariamente.

As noites mal dormidas trazem diversas conseqüências como cansaço durante o dia, sonolência e até a redução da memória.

Quem dorme menos que o necessário, geralmente, é também mais agitado e pode apresentar sintomas de depressão. O corpo que possui a prática diária de atividades físicas tem o sono prolongado em fases mais profundas, possibilitando um descanso maior e mais disposição para o dia seguinte. Porém, o ideal é realizar os exercícios quatro horas antes de dormir, no mínimo.

Os especialistas apontam a endorfina - o neurotransmissor que atua como analgésico e traz sensação de bem-estar - liberada durante os exercícios, como a responsável pelas boas noites de sono. Aliás, os sedentários levam mais tempo para dormir: são em média dez minutos, contra sete dos que se exercitam regularmente.

A atividade física também favorece o sistema respiratório, que é mais exigido pela corrida do que pela musculação. Eles diminuem as chances de um ronco ou de uma apneia - quando acontecem as paradas respiratórias - e seus conseqüentes prejuízos para a recuperação completa do corpo durante a noite.

O período de sono regular, de oito horas por noite, melhora as funções cognitivas e faz com que a síntese de proteínas recupere as fibras musculares, tornando o indivíduo ainda mais preparado para o esporte, formando um ciclo de uma vida mais saudável.

Embora a atividade física seja essencial, não resolve necessariamente todo tipo de distúrbio do sono. A prática esportiva pode ajudar a dormir melhor, mas funciona como um auxiliar, um coadjuvante, não atua diretamente em problemas nos casos crônicos de insônia. Em muitos casos, é necessário somar-se a esta prática, a reeducação postural aliada ao uso do travesseiro correto durante o sono.

A consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi, recomenda atenção com a postura. "A posição lateral é a mais indicada para dormir. Associada ao uso do travesseiro em altura e suporte apropriados - de forma que complete exatamente o espaço entre a cabeça e o colchão - favorece a anatomia fisiológica da coluna, permitindo com que a pessoa se levante bem disposta e sem dores no corpo no dia seguinte, além de não comprometer a qualidade de vida do indivíduo, ao longo do tempo", explica.

Por Jessica Moraes

Comente

Últimas