A febre das corridas de rua

A febre das corridas de rua

Foto Divulgação/ Track & Field Run Series

As corridas de rua em grupos estão na moda. Formados por amigos, vizinhos, família, os grupos tiram os preguiçosos do sedentarismo com o estímulo da prática de uma atividade coletiva.

Algumas empresas até começaram a implantar esse tipo de atividade para seus funcionários, em busca de uma melhor qualidade de vida. No entanto, é importante não esquecer do auxílio de profissionais para esta prática.

Hoje, existem muitas empresas que formam grupos de corrida, como a Trilopez, que foi fundada em 1995. Diego Lopez, professor de Educação Física da assessoria esportiva, afirma que a procura vem de todos os lados. "Atualmente, temos de tudo: mulheres e homens entre 15 e 65 anos de diferentes classes sociais, níveis físicos e objetivos com a prática da atividade física", afirma ele. Geralmente, os grupos correm em praças e parques, pelo menos duas vezes por semana.

Quando se pega gosto pela coisa, as pessoas começam a procurar as meia-maratonas, de 5km a 10km, mas é preciso ter cuidado. Quanto maior a distância a ser percorrida, maior o risco de possíveis lesões. Por isso, o professor afirma que é preciso aumentar o investimento esportivo em função do bem-estar.

"A pessoa deve dedicar mais tempo para treinar e descansar, ter uma alimentação mais regrada, fazer trabalhos compensatórios do treino, como massagem, e trabalhos preventivos relacionados a musculação começam a ser fundamentais", diz o especialista.

Comente

Últimas