Ano novo, vida nova

Ano novo vida nova

Mais um ano se inicia. É chegada a hora de reavaliar o ano que passou e de traçar novas metas para este ano. Perguntas como o que você fez de bom e de ruim ou o que deixou de fazer, entram em questão.

Como você se sente física e espiritualmente? Com certeza, se você não estiver bem num desses dois fatores, também não estará bem no outro e não estará bem no geral. Na parte física, dois fatores importantes podem equilibrar você e a sua saúde. São eles: a dieta alimentar (um dos combustíveis que dão energia ao corpo) e os exercícios físicos.

O corpo humano é uma máquina perfeita. De alguma forma, ele avisa quando não está em condições de agir com eficiência ou quando algo não anda bem. Precisamos saber sentir e entender estes sinais. Temos a obrigação de manter a saúde e o bem estar, pois quando esta máquina não vai bem, nada vai bem. E os exercícios físicos são essenciais nesta luta.

Como você se sente? Você está em grande forma? O que está faltando? Tempo? Vontade? Motivação?...

Como enfrentar estas situações e manter firmes as metas que você traçou para conseguir os objetivos que deseja?

Não adianta passar o ano sem fazer exercícios e querer entrar em forma nos últimos 3 meses. Para ter uma boa saúde, um corpo legal e conseguir todos os benefícios que a atividade física pode proporcionar, você deve manter uma regularidade nos exercícios.

A vida moderna conduz a preguiça. Se alguém lhe disser que você perderá 1 kg em 1 ano se deixar o controle remoto de lado e passar a levantar para mudar de canal, irá parecer pouco. Mas juntando o controle a outras maravilhas que tornam a vida mais fácil como elevadores, escadas rolantes, etc. Você verá que o seu corpo tem muitas oportunidades de ficar inativo. Quanto menos atividade você fizer, mais o seu corpo enferruja e menos estímulos ele terá. O nível de toxinas irá aumentar e o resultado é que você ficará mais pesado e mais letárgico.

Algumas pessoas fazem tudo errado, ou seja, fazem um regime excessivo, comem poucas vezes ao dia, comem muito alimento industrializado, não conseguem reservar um tempinho para os exercícios. Estas pessoas não conseguem emagrecer, nem ter um corpo legal, muito menos ter uma boa saúde (a longo prazo).

Seja duro consigo mesma. Afinal trata-se da sua saúde e só depende de você melhorá-la ou desprezá-la e depois sofrer as conseqüências. O seu trabalho é de fato mais importante do que a sua saúde?

Às vezes é difícil imaginar como encaixar dieta e exercícios no seu dia-a-dia que é tão corrido, mas é essencial encontrar um tempinho e ser persistente, pois estar em boa forma trará benefícios para todos os aspectos da sua vida.

Não adianta montar um esquema de exercícios impraticável ou inadequado. Comece devagar, com atividades fáceis como caminhadas 4 x por semana, por pouco tempo como 20 minutos, em intensidade leve como 4.0 km/h. É lógico que se você achar muito devagar, poderá aumentar um pouco a velocidade. Esta deverá ser aumentada gradativamente a cada mês. Faça 3 meses de alongamentos e caminhadas e depois você poderá incluir outros exercícios como abdominais.

Siga um programa de preferência exclusivo a você, levando em conta os seus objetivos, nível de condicionamento e tempo disponível. Lembre-se de que ter um acompanhamento de um bom profissional é muito legal, pois permite a você treinar com eficiência e segurança a sua saúde. Feliz Ano Novo!

Comente

Últimas