Atividade física na infância é recomendado?

Veja qual é a melhor maneira de introduzir os pequenos nos esportes

Atividade física na infância é recomendado

Conforme os bebês vão se desenvolvendo e crescendo, os pais logo pensam na atividade física que eles podem realizar. E de fato, ela é indicada na infância, para todas as idades e oferece muitos benefícios. "A prática regular de atividade física desenvolve a força muscular, flexibilidade e resistência, aperfeiçoa a coordenação motora, estimula o metabolismo ósseo, diminui o risco de hipertensão, previne a obesidade, diabetes e aumenta a capacidade respiratória e cardíaca", explica Jefferson Fiori Gomes, coordenador Acqua e Kids da Academia Bodytech Santana.

E quando começar? "A atividade física é desejável em todas as idades. Os lactentes devem ter liberdade para se movimentar e explorar o ambiente. ​Em geral a partir do 6º mês o bebê começa a rolar, rastejar, sentar e se apoia para ficar em pé. No 10º mês a criança brinca dança ou canta, imita sons de palavras, engatinha, fica em pé momentaneamente, anda segurando em móveis; de 1 a 3 anos as atividades devem ser estimuladas evitando sempre os exercícios de força e aqueles que levem à hipertrofia muscular, pois o músculo enrijecido opõe-se ao crescimento ósseo", explica Fiori.

Outras coisas a serem levadas em conta são o desejo e a aptidão de cada pequeno. "Toda atividade física deve respeitar os aspectos individuais de cada criança levando-se em consideração não apenas a idade cronológica, mas também a maturidade e a proposta devem contemplar o aspecto lúdico sobre a competição", conclui.

Se a atividade física for extracurricular, nada de exageros. Ela complementa a educação física escolar e, dependendo da academia, é direcionada de forma mais personalizada por ter uma menor quantidade de alunos por turma. No entanto, em alguns casos, a sobrecarga pode ser tanto física quanto psicológica. "O ideal para ​não gerar sobrecarga é optar por atividades lúdicas que proporcionam sua prática de forma prazerosa e que não vise à especialização precoce, que é um dos principais motivos de abandono das atividades físicas", explica o professor.

Um bom parâmetro para medir a quantidade de atividades é o acompanhamento dos pais e o bom senso do profissional de Educação Física, que deve ter o "feeling" e perceber os sinais que a criança pode vir a apresentar, como perda do sono, irritabilidade, falta de interesse, estresse e agressividade.

Veja as atividades ideais por faixa etária da criança:

Idade 1-2-3 anos: Correr, saltar, trepar (subir), nadar.

Idade 4-5 Anos: Natação, Ballet, Judô, Circo, Habilidades Motoras, Ginástica Artística, Iniciação Esportiva, Futebol.

Idade 6-7 Anos: Natação, Ballet, Jazz, Judô, Circo, Habilidades Motoras, Ginástica Artística, Iniciação Esportiva, Futebol, lutas.

Idade 8 a 11: Todas as anteriores, indicação para um esporte favorito, início de participação em competições.

Idade 12 a 14: Todas as anteriores, início do treinamento visando resultados. Cuidado com a sobrecarga.

Por Helena Dias


Comente

Assuntos relacionados: saúde atividade física esportes infância

Últimas