Beach Tennis

Entenda as regras deste jogo que promete movimentar as suas férias

Beach Tennis

Se você pensou que suas férias seriam pura preguiça e que a correria para recuperar os quilos ganhos nas ceias seria enorme depois de longos dias de descanso, é hora de repensar o seu verão. Que tal perder muitas calorias em algo divertidíssimo e inovador junto com os seus amigos à beira da praia? O Beach Tennis pode lhe ajudar nessa tarefa.

Criado na Itália na década de 1980, o primo praiano do tênis de quadra chegou ao Brasil apenas em 2008 e se assemelha bastante ao frescobol, porém, mais competitivo. As diferenças do tênis de praia para o tênis de quadra estão, basicamente, nas raquetes (que se parecem mais com as de frescobol) e na bolinha que, ao contrário das outras duas modalidades citadas, não é pressurizada (bola "soft").

Mas as regras rígidas valem mesmo só para quem tem interesse de competir. Aqueles que desejam se divertir e perder umas gordurinhas, com raquetes, amigos (pode-se jogar individualmente ou em duplas), uma bolinha, uma rede e um espaço livre na areia já dá para montar sua própria quadra. Mas não esqueça o cuidado em casa, para não machucar ninguém durante a diversão.

E se você quer algo sério, não se preocupe, o esporte está cada vez mais disponível e as quadras e parceiros cada vez mais fáceis de encontrar. Os torneios nacionais e internacionais buscam integrar os jogadores dos mais diversos níveis e a IFBT (Federação Internacional de Beach Tennis, sigla em inglês) e a FPT (Federação Paulista de Tênis) podem lhe ajudar a treinar, apresentar parceiros e indicar locais de treinamento.

O jogo consiste em devolver a bola recebida, sem tocar no chão e com apenas uma raquetada, para o campo adversário. A contagem de pontos é igual a do tênis convencional: (no mínimo) quatro pontos que formam um game, seis games que formam um set e de dois a cinco sets que formam um jogo. O saque difere um pouquinho, já que pode ser executado de qualquer lugar da quadra e, caso raspe na fita e passe para o outro lado, ainda garante pontuação.

Perde o ponto aquele que deixa a bola bater no chão mais de duas vezes no seu lado da quadra ou deixa que ela quique uma vez dentro e saia dos limites do campo de jogo ou, durante o ataque, não consiga fazer com que a bolinha passe para o lado adversário.

Os benefícios da prática são os mais diversos e vão desde os aspectos físicos a ganhos mentais e emocionais, como novas amizades. Por ser muito fácil de aprender, o Beach Tennis é um esporte bastante democrático e pode ser praticado por pessoas dos seis aos 90 anos (ou mais, se o médico permitir).

Além disso, o Beach Tennis pode proporcionar:

- Intensa atividade que exige grande gasto energético dos praticantes, favorecendo a perda de peso.

- Menor agressão das articulações, graças ao terreno de areia fofa.

- Melhora significativa do tônus muscular dos membros inferiores, também graças à areia macia da praia.

- Definição na musculatura dos membros superiores, já que são eles que executam todas as finalizações das jogadas.

- Aceleração do desenvolvimento físico e motor, pela prática de um esporte diferenciado.

- As trocas rápidas de bola, principalmente a curtas distâncias, melhoram o tempo de reação do praticante e estimula a tomada de decisões rápidas.

- Favorecimento da socialização, não somente com parceiros, mas com adversários e eventuais espectadores da partida.

Que tal incorporar essa nova modalidade esportiva na sua lista de tarefas de verão? Não custa tentar e você não vai se arrepender.

Juliany Bernardo (MBPress)


Comente

Assuntos relacionados: fitness emagreça beah tennis tênis de praia

Últimas