Defina o corpo com o Stand up Paddle

Esporte aquático ajuda a eliminar de 600 a 700 calorias em uma hora de prática

Defina o corpo com o Stand up Paddle

Exibir uma barriguinha saliente durante o verão não é o desejo de ninguém. E este é o motivo que estimula muitas pessoas a gastarem horas e horas malhando na academia para definir o corpo quando, na verdade, poderiam estar na praia ganhando um lindo bronzeado. 

Se você está preocupado com a forma física e não quer perder os dias de sol, que tal apostar no SUP - Stand Up Paddle? O esporte é uma mistura de surfe e remo, mas com uma prancha mais resistente, larga e maior, que pode variar entre 9, 10 e até 12 pés.

"O Stand Up Paddle é um esporte saudável para o corpo e para a mente. Em uma hora o remador de primeira viagem aprende os fundamentos básicos e se diverte em cima da prancha", garante o personal trainer Marcelo Távora, especialista em treinamento desportivo e ginástica de academia.

Embora o esporte tenha caído no gosto de muitas pessoas há pouco tempo, inclusive da atriz global Isis Valverde, ele foi popularizado no Hawaí entre as décadas de 20 e 50, quando os chamados Beach Boys - instrutores de surf - utilizavam grandes pranchas com remo, para acompanhar e fotografar os aspirantes a surfistas da época na praia de Waikiki.

No Brasil, também há relatos sobre a prática de SUP na cidade de Santos na década de 30. "Nos anos 90, no Hawaí, o Stand Up Paddle ganhou maior conotação como esporte nas mãos de Laird Hamilton e dos watermans que, com pranchas modernas e acessórios sofisticados, começaram a utilizar o SUP como treinamento, fazendo travessias e pegando ondas", conta Távora.

O SUP pode ser praticado por mulheres, homens e crianças a partir dos quatro anos de idade. Idosos de até 80 anos e pessoas sem qualquer preparação física também podem se aventurar no esporte. "O objetivo é disponibilizar para não esportistas a iniciação em uma modalidade simplesmente fascinante. Esta é uma modalidade física para curtir com toda a família", diz Marcelo.

O personal trainer explica que é um esporte excelente para quem pretende ou procura um trabalho cardiovascular que ajude a melhorar a condição física e a saúde. "Além de fortalecer toda parte superior do corpo (músculos peitorais, dorsais e braços), os membros inferiores, glúteos e coxas, são bastante solicitados."

Por trabalhar em cima de uma superfície móvel (a água), exige do praticante um trabalho de equilíbrio constante. "Seja a pessoa iniciante ou uma mais experiente, precisa manter as pernas e o abdômen contraídos para a manutenção do equilíbrio. Não é difícil ficar em pé, mas existe um trabalho de todo o corpo, pés, pernas, abdômen e braços", descreve.

A propriocepção (equilíbrio) ajuda a prevenir lesões como entorses de tornozelo ou lesões no joelho. "Para o treinamento de um atleta pode ser encaixado no período de preparação geral ou nos microciclos regenerativos, desde que não fuja muito da especificidade da modalidade esportiva, ou ainda nos períodos de transição", ensina o personal trainer.

Para os não atletas, Marcelo afirma ser uma excelente opção para melhorar ou manter o condicionamento físico e ainda perder peso, desde que seja devidamente orientado. "O valor calórico varia de acordo com a intensidade do esforço realizado na execução do exercício. Em uma hora de remada vigorosa, por exemplo, pode-se gastar de 600 a 700 calorias."

Já em um passeio com remadas menos intensas a pessoa consegue queimar de 300 a 400 calorias. "Com a prática você baixa a pressão arterial, melhora o colesterol e se sente mais saudável. Os benefícios de ter um esporte que você goste e possa fazê-lo em uma base regular pode alterar muitos dos fatores de morbidade que diminuem a nossa saúde, como o sedentarismo", informa o especialista.

Gostou da modalidade? Confira as dicas de Marcelo Távora para sair remando pelas praias brasileiras:

Equipamento de segurança: utilize coletes salva-vidas e cordinhas presa na prancha e no tornozelo. Além de protetor solar, um boné, óculos de sol e, se possível, um cinto com uma garrafinha de água para hidratação são indispensáveis!

Cuide da postura: faça umas aulinhas para remar corretamente e aproveite o melhor do condicionamento físico que este esporte pode proporcionar.

Aprenda técnicas de queda: nunca caia, jogue-se!

Reme em dias de pouco vento: o vento atrapalha um pouco a prática do stand up paddle, principalmente para iniciantes.

Reme em locais conhecidos e de água parada e não pratique sozinho: procure a companhia de um amigo que além de tornar a atividade mais aprazível, será mais seguro. Remadas em grupos maiores são muito legais.

Faça aulas para adiantar processos de conhecimento: faça algumas aulas, pois a prática orientada sempre proporciona um aprendizado mais rápido e seguro.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente

Últimas