Malhação em dupla

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Companheirismo na hora de pegar no pesado

Malhação em dupla

Este friozinho não anima ninguém a malhar. Acordar cedo e ir para a academia pode ser uma tortura durante o inverno. Será que há uma forma de tornar as atividades físicas mais agradáveis? A saída pode ser convidar um amigo!

Ter uma pessoa que lhe ajude a ter motivação pode proporcionar melhores resultados na academia. Esta tática funciona, de forma geral, porque as pessoas gostam de ter uma companhia. Elas realmente se sentem mais motivadas. "Além do mais, é bom ter alguém que está mais disposto naquele dia em que você está desanimado. Ajuda muito ter aquela pessoa que lhe puxa para o treino", diz Givanildo Mathias Holanda, personal trainer e fisiologista da Test Trainer.

Embora ter uma companhia seja muito bom para quem pratica esportes, é preciso tomar cuidado para não dar um tiro no pé. Dr. Moisés Cohen, Chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp, Presidente da Sociedade Mundial de Artroscopia, Cirurgia do Joelho e Trauma Desportivo (ISAKOS) e diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte alerta: "Durante atividades como a corrida, a conversa durante a mesma pode prejudicar o exercício, tirando a concentração e dificultando a respiração."

Alguns cuidados na hora de escolher essa companhia são muito importantes. Dr. Cohen ressalta que devemos escolher uma pessoa que tenha os mesmos objetivos que nós. Assim nós nos estimulamos durante as atividades. "A troca de experiências é muito válida", diz o médico. "Se sua companhia já for adepta a praticar atividade física será melhor ainda. Ela poderá ajudar na adaptação", observa o personal trainer.

É bom que as duas pessoas tenham muitos pontos em comum. Objetivos, condicionamento físico, horários em comum e preferências por atividades. Tudo isso é muito importante. "Não adianta uma pessoa magra, que só quer ganhar massa muscular, escolher como companhia uma amiga muito acima do peso. Não terá compatibilidade nas atividades", afirma Givanildo Mathias de Holanda. "Tem que ser alguém que agregue, não que lhe atrase", completa.

E cuidado com o excesso de conversa. Isso pode tirar a concentração e fazer com que se gaste mais energia para realizar uma atividade. "Uma pessoa que levaria 50 minutos para realizar um circuito passaria a ficar uma hora e meia", diz o personal trainer. Com o papo o tempo de descanso entre uma atividade e outra pode ser esticado, o que atrasa os resultados. "É legal ter uma companhia, desde que não se perca o foco", diz Holanda.

As atividades mais indicadas para serem realizadas em dupla são ginásticas, musculação, artes marciais e caminhadas.

Por Bianca de Souza (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas