Mulheres em ação!

Mulheres em ação

Na década de 90, as mulheres lotaram as academias em busca de um corpo como o da atriz Demi Moore ou de Linda Hamilton, a Sarah do filme O Exterminador do Futuro II. Ambas transformaram o corpo com muita malhação e disciplina alimentar, tudo feito com a orientação e acompanhamento de um personal trainer.

Mas para obter tais resultados, não basta contratar um treinador pessoal, é preciso muita dedicação para seguir à risca as orientações recebidas, principalmente fora das aulas.

Em contrapartida do culto ao corpo, cresce muito o número de mulheres que trabalham fora e não encontram tempo para fazer atividades físicas, levando uma vida sedentária e, muitas vezes, tendo que renunciar ao lazer e à saúde.

De uns anos para cá, muitas dessas mulheres vêem buscando o equilíbrio, modificando os seus hábitos de vida e adquirindo, com isso, muitos benefícios.

É sabido que pessoas que praticam atividades físicas têm uma vida mais intensa, apresentam mais vigor, resistem mais às doenças, mantêm o seu peso dentro da faixa considerada normal, diminuem o processo de envelhecimento, são mais autoconfiantes, apresentam melhor postura, aparência física e humor, entre muitos outros fatores.

Pois é! A receita para ter uma vida saudável e desfrutar destes benefícios, todos sabem de cor:

  • Alimentação balanceada;
  • Prática regular de exercícios;
  • Parar de fumar;
  • Ingerir bebidas alcoólicas com moderação ou não beber;
  • Combater o stress.
  • O problema é que para a maioria das pessoas, isto significa abrir mão dos prazeres da vida e, ao mesmo tempo, não se pode esquecer que os excessos podem trazer prejuízos indesejados.

    Muitas pessoas (boa parte sedentários) decidem transformar radicalmente o seu corpo em tempo recorde. Aí então, entram numa academia e submetem-se a exercícios exaustivos, chegando a malhar 3 ou 4 horas seguidas todos os dias, apresentando grandes probabilidades de sofrerem lesões.

    Se esta é a sua intenção, cuidado!

    Faça antes uma avaliação física e siga sempre a orientação de profissionais de Nutrição e de professores de Educação Física. Se você apresenta alguma restrição como lesões, problemas cirúrgicos, problemas hormonais, problemas emocionais, deve considerar também a opinião médica. Na verdade, este deve ser um trabalho em equipe, para que você possa atingir os seus objetivos com segurança e eficiência.

    Cada organismo responde de uma forma à prática de exercícios, uns tem um metabolismo mais lento, outros mais acelerado, o que influencia no tempo de obtenção dos resultados. O importante é respeitar os seus limites, controlar a ansiedade e seguir sempre a orientação de bons profissionais.

    Comente

    Últimas