Personal Trainer: Luxo ou necessidade?

Personal Trainer Luxo ou necessidade

Muitas vezes arrumamos desculpas demais na hora de praticar atividade física, em outras nem sempre sentimo-nos à vontade para freqüentar uma academia. Nestas horas o personal trainer não é um luxo, é sim uma necessidade. Um personal faz toda a diferença, pois além da orientação individualizada, ele tem a missão de evitar que o aluno sucumba à preguiça.

Para quem ainda não sabe, personal trainer é o profissional da área de educação física responsável pela elaboração, prescrição e pelo acompanhamento de um programa de atividade física que poderá ser feito na academia, no parque, no trabalho ou na comodidade do seu lar, dependendo da sua disponibilidade e objetivos.

Este profissional é indicado por médicos, fisioterapeutas e nutricionistas, que tem como objetivo acompanhar o tratamento de algumas doenças e para incentivar os treinos diários de muita gente.

Grupos especiais como cardiopatas, diabéticos, hipertensos, obesos e idosos buscam por este tipo de profissional para orientar suas atividades e assim, conseguir resultados eficazes em seus tratamentos.

Hoje em dia podemos encontrar este profissional através da internet em sites específicos ou então em academias próximas da sua residência, pois se o profissional não puder atendê-lo fora da mesma, com certeza ele poderá indicar um amigo da área, que o atenderá em sua residência ou condomínio, por exemplo.

Devido à grande oferta de profissionais no mercado ficou muito mais fácil e acessível ter um personal trainer. Você também poderá dividir o horário com um amigo, o que facilita bastante em relação aos custos que poderão ser divididos.

Na hora de contratar um bom profissional é necessário seguir algumas orientações. Confira as dicas:

  • Somente profissionais habilitados em educação física podem atuar como personal trainer e este deve estar registrado junto ao Conselho Regional de Educação Física;
  • No primeiro contato o profissional deverá fazer uma apresentação de como será a prestação do serviço, sendo ele claro e objetivo em relação aos itens que oferecerá em seu serviço;
  • É necessário que seja preenchido algum tipo de anamnese que registre o histórico do cliente, dados relacionados ao seu estado de saúde, antecedentes pessoais e familiares, experiência anterior com atividades físicas, nível de sono, aspectos comportamentais, etc.;
  • O personal não deve dar apenas uma aula particular e sim uma programação individualizada, com planejamento objetivo para cada fase de trabalho. Deve oferecer ou orientar a realização de avaliação física e de composição corporal, cardiovascular, neuromuscular, e se possível, de flexibilidade. Com estas avaliações o personal terá condições de dar parâmetros e condições de interpretar os resultados e compará-los ao longo do programa;
  • O profissional deve fornecer um contrato de prestação de serviço que inclua os compromissos dele com relação ao serviço que irá prestar, características da prestação de serviço (duração das sessões, período de férias, reposições de aula, etc.);
  • Sentir se o profissional se preocupa em mantê-lo(a) motivado(a) constantemente e se busca adequação de tratamento e didática de aula em relação ao seu perfil comportamental;
  • O profissional deverá, regularmente, apresentar relatórios dos resultados e planilhas de orientação do programa de treinamento e suas especificações;
  • Um personal trainer (professor de Educação Física) não poderá prescrever ou orientar dietas;
  • Princípio básico para todo treinamento: a continuidade do programa de exercícios é condição vital para se obter resultados, porque só há progresso sem interrupção da atividade física proposta.

    Agora é só escolher o seu e cuidar da sua saúde. Boa sorte!

    Comente

    Últimas