Pole Fitness

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Conheça a modalidade que queima colorias e desenvolve a autoestima

Pole Fitness

Praticar exercício é fundamental e não pode ficar de fora da rotina das mulheres que prezam pela boa forma física, no entanto, encarar aquela aula repetitiva de ginástica e driblar a preguiça principalmente nos dias frios, não é tarefa das mais fáceis. Por isso, as mulheres sempre estão procurando novas modalidades para sair um pouco da rotina. Se você faz parte desse time, a novidade que promete não deixar as academias esfriarem é o Pole Fitness, uma vertente do Pole Dance que valoriza mais os movimentos do que as coreografias sensuais, claro, sem descartá-las totalmente.

Divertida e super dinâmica, o Pole Fitness emagrece e tonifica a musculatura. Para quem não acredita que reduzir medidas de ser prazeroso, uma hora de aula detona em média 400 calorias, sendo que o gasto calórico aumenta conforme a dificuldade das acrobacias feitas. De acordo com a professora de Pole Fitness e associada à Federação Paulista de Pole Dance, Fernanda Polo, a queima calórica vai depender do esforço de cada aluna. "Aquelas que praticam os exercícios de forma repetitiva e sem paradinhas para tomar água ou descansar terá resultados mais rápidos. Quanto mais focada, mais rápido se aprende e mais calorias são perdidas!", ressalta.

Para quem pensa que os benefícios se limitam apenas a redução de medidas, a atividade também a melhora na flexibilidade e ganho de massa muscular, sem falar que os movimentos corporais estimulam a coordenação motora, auxiliam na reeducação postural, além de aumentar a autoconfiança. A professora ainda explica que dança e as acrobacias envolvidas ajudam não somente no desenvolvimento da autoestima como também no autocontrole. "Quando se pratica o pole dance, usamos muita força e agilidade; tudo isso combinado a leveza da dança. Isto é, há um controle muito grande de quase todos os músculos do corpo e da velocidade para que o movimento saia perfeito, o que, automaticamente, nos dá mais controle até mesmo nas tarefas do dia a dia. Parece também que, pelo fato de fazer algo que a maioria das pessoas não faz, isso nos torna mais especiais!", comenta a professora.

Agora, se o seu intuito é apenas aprender a dançar de maneira recreativa, sem pressa, ela afirma que uma vez por semana é o suficiente para aprender os movimentos ais básicos. No entanto, para quem tem como objetivo perder peso e reduzir medidas, o ideal é frequentar as aulas entre 2 a 3 vezes por semana, pois as aulas de pole funcionam como uma academia. Ou seja, correto é que os exercícios sejam feitos de forma intercalada e contínua, trabalhando os músculos em um dia e dando o dia seguinte para eles descansarem. "Treinando dessa forma é possível notar os resultados em apenas 1 ou 2 meses", garante.

Para as sedentárias de plantão que se animaram com a dica, a professora esclarece que apesar da atividade não exigir nenhum preparo físico especial, o alongamento e aquecimento antes e após os treinos não devem ser descartados. Fernanda também lembra que embora a modalidade possa ser feita por qualquer pessoa, independentemente de peso, idade, altura ou habilidades para dança, infelizmente ela possui algumas restrições. "Gestantes, pessoas com problemas de coluna (principalmente no ciático) ou que possuam labirintite", conclui.

Por Paula Perdiz

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas