Preparador das celebridades dá dicas para corrida

Preparador das celebridades dá dicas para corrida

Foto/Divulgação

Para muita gente, o simples hábito de correr não é apenas um esporte que garante saúde e boa forma. Praticar corrida é mais do que isso, uma forma de relaxar e não pensar em nada. Gastar as energias e ter a sensação gostosa liberada pela endorfina no final do percurso.

A pesquisa QUAC (Questionário de Avaliação de Corredores), realizada com 7.731 amadores, mostrou que a maioria dos corredores são homens, mas aos poucos elas também garantem a sua participação. Realizado pelo NEO (Núcleo de Estudos em Esporte e Ortopedia), o estudo afirma que corredoras, 48%, iniciaram a prática há menos de dois anos, índice que cai para 30% entre os homens. As mulheres são quase tão resistentes quanto os homens na corrida: entre as entrevistadas, 33% afirmaram correr até 25 km por semana e 25% até 50 km, contra 30% e 33% dos homens, respectivamente

O número de lesões decorrentes da corrida é alto em ambos os sexos: 50% das mulheres afirmaram ter tido algum problema com o esporte, contra 54% dos homens. Entre as lesões mais frequentes estão a tendinite no joelho (20% homens e 20% mulheres), dor na coluna (13% mulheres e 17% homens), e inflamação da tíbia (16% homens e 16% mulheres). As mulheres apresentaram mais tendinite no quadril do que homens, com 10% contra 4%.

"As lesões são causadas muitas vezes por falta de orientação. Corredores amadores precisam buscar supervisão adequada para a prática do esporte", alerta Rogério Teixeira, coordenador do estudo e presidente do Comitê de Traumatologia Desportiva da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

Bom treino e avaliação médica são importantes para que lesões não surjam depois da prática do esporte. Mas um bom tênis também evita muitos problemas no futuro. Marcos Paulo Reis, preparador físico das celebridades, aconselha sempre comprar o seu par em uma loja especializada.

"Muitas delas já contam com testes, como os que filmam os pés descalçados. Eles auxiliam a identificar o tipo de pé e a forma da pisada. Isso e um bom sistema de amortecimento são fundamentais para evitar lesões. Existem tênis específicos para os seguintes tipos de pé: pé chato ou plano, pé cavo e pé neutro. A maneira de pisar é outro ponto a ser considerado. Há basicamente três pisadas: pronador, supinador, neutro", explica. O importante é ter mais pontos do pé tocando o calçado, pois assim mais equilibrada será a distribuição do peso, sem sobrecarga para nenhuma região da planta dos pés.

"A porção do calcanhar precisa ser um pouco mais elevada do que a da ponta para favorecer os movimentos de deslocamento, poupando tornozelos, joelhos e coluna. Lembrando que o cabedal (parte superior do tênis), este responsável por dar estabilidade, precisar ter uma boa ventilação, pois os pés transpiram muito durante o exercício", indica.

Também autor do livro Caminhada e Corrida (Editora Abril), Reis afirma que o tênis deve ser meio número do que se usa, não só para garantir conforto aos pés, mas também para que não haja atrito com as unhas, ou mesmo em casos quando é necessário uma meia mais grossa.

Para os iniciantes é sempre indicado estabelecer um horário fixo, para acostumar o organismo à atividade. O ideal é sempre correr pela manhã, pois no final do dia você se sente mais cansada.

"Para quem treina pela manhã, invista em um suco de fruta, torrada de pão integral com geléia e ricota. Saia de casa munido de garrafa de água porque é importante se manter hidratado. Depois do treinamento, aí sim tome um bom café da manhã, que pode incluir pão integral, queijo branco, suco de fruta e iorgute, de preferência desnatado", ressalta. O preparador afirma que é imprescindível sempre tomar café da manhã. "Quando acordamos os níveis de glicose, estão lá em baixo, dessa forma precisamos repor isso antes de começar a corrida".

Antes de começar os seus treinos, tenha em mente que cada pessoa tem um ritmo diferente. Respeite os seus limites e leve em consideração se você não pratica atividades há muito tempo ou mesmo tem problemas respiratórios. Se for o seu caso, o mais indicado é começar com caminhadas de 40 minutos, para ganhar fôlego, e depois aumentar a freqüência semanal, sempre com orientação.

Comente

Assuntos relacionados: corrida correr

Últimas