Treinamento aeróbio

Treinamento aeróbio

Está provado que a atividade aeróbia pode ajudar a prevenir doenças cardíacas, distúrbios produzidos pelo estresse, além de contribuir no processo de emagrecimento. O treinamento aeróbio é essencial em qualquer programa de boa forma.

Aeróbio quer dizer "com oxigênio". Seu corpo precisa de oxigênio para funcionar e ajudar a queimar energia. Ao respirar, você está desenvolvendo uma atividade aeróbia, pois leva oxigênio para o corpo.

Quando você faz um treinamento aeróbio, nadando, correndo ou pedalando numa bicicleta ergométrica, por exemplo, você aumenta a freqüência cardíaca e o consumo de oxigênio pelo corpo, o que não beneficia apenas o coração e os pulmões e melhora a circulação, mas também aumenta a velocidade com que você queima energia, ajudando no processo de emagrecimento.

Quando está em atividade, seu corpo queima gordura e açúcar. Mas se você não estiver em boa forma, vai queimar mais açúcar do que gordura, por causa da baixa capacidade aeróbia, assimilando e utilizando mal o oxigênio. A medida que a sua capacidade aeróbia aumenta, mais gordura será utilizada e queimada. Mesmo que você não esteja no melhor de sua forma, o seu organismo vai queimar gordura, principalmente após 20 minutos de exercícios.

Há uma faixa de treinamento onde a gordura é queimada com mais eficiência, que corresponde à freqüência cardíaca em batimentos por minuto durante o exercício. Essa faixa fica entre 70% e 90% da freqüência cardíaca máxima - F.C. máxima - (220 - idade).

Se você treinar acima desta faixa, irá trabalhar anaerobiamente, ou seja, "sem oxigênio" e não conseguirá manter o ritmo por muito tempo. Assim, é necessário que você monitore a sua F.C. enquanto se exercita.

A maneira mais prática é, sem dúvida, usar um freqüencímetro. Mas, se você não tiver um, basta colocar os dedos indicador e médio na artéria carótida (pescoço) ou na artéria radial (pulso) e contar até 15 segundos. Multiplique por 4 para verificar o número de batimentos por minuto.

Veja aqui qual é a sua F.C. máxima:

Treinamento aeróbio

Mas atenção!

Para se exercitar de maneira segura e eficiente, é preciso respeitar o seu nível de condicionamento. É aconselhável fazer uma avaliação física, antes de iniciar qualquer programa de atividades, para trabalhar corretamente.

Também é importante avaliar o volume de treinamento que corresponde ao tempo de execução de cada sessão e a freqüência que ocorre dentro das semanas de treinamento.

O Colégio Americano de Medicina Esportiva estabelece faixas de freqüência, volumes parciais e intensidades de treinamento que produzirão melhorias no condicionamento cardiorespiratório:

- Freqüência: 3 a 5 dias por semana.

- Duração: 20 a 60 minutos por sessão.

- Intensidade: entre 70% e 90% da F.C. máxima.

O volume e a freqüência dos exercícios aeróbios devem ser personalizados de acordo com o objetivo e peculiaridades do público alvo, visando tanto a melhoria e manutenção da saúde, quanto o aperfeiçoamento da forma atlética.

Este trabalho deve ser muito bem orientado para evitar lesões ou qualquer outro tipo de problema.

Comente

Últimas