Treino MetCon: queime mais calorias em menos tempo

Emagreça rápido e treinando menos de 30 minutos por dia
Treino MetCon: queime mais calorias em menos tempo

Foto: iStock / m-gu

Quer queimar calorias, se livrar da gordura localizada e ainda por cima ficar com a resistência lá em cima? Então o treino MetCon é definitivamente a modalidade para você! O nome desta nova maneira de se exercitar tem tudo a ver com os resultados do exercício: condicionamento metabólico!

Muito utilizado por academias e personal trainers, o MetCon é um treino pesado que supera os treinamentos específicos como a musculação e os exercícios aeróbicos, por exemplo. Ele pode ser incluído nos treinos de CrossFit e tem o objetivo de ser anaeróbico, ou seja, sem o uso de oxigênio e sempre em alta intensidade.

Se você deseja emagrecer, aumentar a massa magra e ainda por cima definir os músculos, com certeza vale a pena praticar. Isto porque os resultados da técnica são rápidos e eficazes, sendo possível queimar até 63 calorias a cada 6 minutos de acordo com o portal fitness “Roamstrong”. 

Por esse motivo é recomendado que o treino seja curto, com em média 20 minutos de exercício - e mais, as calorias continuam a ser queimadas em até 72 horas depois da atividade. Além disso, no treino são feitos agachamentos, exercícios com corda, remada, muita prancha abdominal e outros exercícios típicos do CrossFit. Ufa!

Muita gente confunde a técnica com o próprio CrossFit e o HIIT. A diferença entre os três é simples. O HIIT é a sigla para “High Intensity Interval Training” que significa “Treinamento Com Intervalos de Alta Intensidade” - esse tipo de técnica usa exercícios intervalados em alta intensidade. Já o CrossFit une levantamento de peso, atletismo e ginástica artística em um treino com movimentos funcionais e constantemente variados. Pode ser aeróbico ou anaeróbico.

O MetCon pode ser praticado por pessoas com um nível de condicionamento intermediário e avançado. Para reduzir o risco de lesões, peça sempre orientação a um profissional de Educação Física.

Por Thamirys Teixeira


Comente

Últimas