Troque a academia pelo picadeiro

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Inspire-se no personagem de Nathalia Dill e aposte nas aulas de circo como exercício

Troque a academia pelo picadeiro

Foto Raphael Dias/Reprodução TV Globo

Para as mulheres que sabem que o exercício físico é indispensável, mas não aguentam o clima da academia e os intermináveis minutos em cima da ergométrica, os seus problemas estão resolvidos. Já pensou em trocar as aulas de ginastica pelas aulas de circo? Pois é, a inspiração que veio diretamente das telinhas está levando cada vez mais pessoas a procurarem o picadeiro como uma nova atividade física, uma vez que a maioria das modalidades circenses trabalham o condicionamento físico e, principalmente, o alongamento.

De acordo com o professor de Circo da Cenário Espaço Arte, Fausto Franco, as aulas de circo são indicadas para pessoas de todas as idades, pois as modalidades como acrobacias, trapézio, tecido, malabarismo e equilíbrio estimulam diversas partes do corpo e possuem níveis de dificuldade, que vão de atividades para iniciantes até desafios para aqueles que já praticam a mais tempo. "As aulas de circo são indicadas para todas as pessoas que tem vontade de fazer uma atividade física que desenvolva o condicionamento físico, a coordenação motora e a flexibilidade de forma lúdica", comenta o instrutor.

As aulas que normalmente começam com um aquecimento leve logo se transformam em uma verdadeira maratona a favor da boa forma física. Além de tonificar a musculatura, por exemplo, as acrobacias no tecido, as mesmas praticadas por Débora, personagem interpretado pela atriz Nathalia Dill na novela Avenida Brasil, podem queimar uma média de 500 calorias por aula. Ou seja, sorrindo e brincando você tem o mesmo gasto calórico que teria em uma hora de caminhada intensa. A malhação no picadeiro além de garantir uns quilinhos a menos na balança também promete deixar braços, pernas e abdômen definidos, sem contar no equilíbrio, coordenação motora e concentração.

Para quem acha que as aulas são molezinha, Nathalia conta que para viver a acrobata ela faz musculação, esteira e aulas de acrobacia aérea e confessa que para ela toda essa malhação é um grande desafio. "A aula dura uma hora e já fico olhando o relógio. Cansa muito ficar todo esse tempo com os braços segurando o corpo", revela. Agora, se você acha que já vai começar deslizando pelos tecidos, muita calma. A atriz conta que para dar conta do recado e fazer os movimentos necessários para as cenas, ela faz aulas particulares três vezes por semana desde novembro do ano passado. "É muito difícil! Você tem que ter muita técnica, força e desenvolver algumas coisas que só o tempo permite", comenta a atriz ao site oficial da novela.

De outro lado, Fausto anima as mulheres que estão pensando em aderir à nova atividade e garante que as aulas no picadeiro deixam os exercícios mais prazerosos, o que estimula o empenho e disciplina do aluno. Ele também afirma que as aulas de circo dão mais consciência corporal aos seus praticantes, já que os exercícios desenvolvem uma maior percepção do corpo durante o movimento, o que contribui também para a auto-estima. "Conhecer o próprio corpo e saber que a capacidade vai além do que pensávamos mostra que o ser humano tem uma possibilidade infinita de usar seus sentidos. No circo usamos nossa imaginação para criar, mas também podemos fazer coisas que antes só nos eram possíveis em sonhos, como: voar, saltar ou manter diversos objetos pelo ar", conclui o professor.

Por Paula Perdiz

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas