Wii Fit

Já se foi o tempo de que fazer ginástica em casa era apenas repetir os exercícios da telinha. Hoje em dia dá para praticar esportes com a ajuda do videogame, o Wii, da Nintendo.

O Wii Fit Balance Board parece uma balança digital. Nada mais é do que uma plataforma de equilíbrio que avalia os movimentos de quem faz em cima dela. Com esse simples aparelhinho, você pratica 40 atividades, divididas em quatro categorias: Força (Strength Training), Aeróbica (Aerobics), Yoga e Equilíbrio (Balance Games). Os cenários fazem você se sentir em uma aula de verdade. Na yoga, parede azul, música zen e uma voz calminha de fundo. Step e corrida têm um cenário com cores vibrantes e músicas animadas.

E ainda vem com uma personal trainer virtual, que ajuda a calcular o IMC (Índice de Massa Corpórea), percentual de gordura e um plano de condicionamento físico, com a ajuda de um calendário. A informação fica armazenada na memória do Wii, e pode ser recalculada sempre que o usuário solicitar. Dependendo da sua forma física, o formato do Mii (boneco virtual) pode ficar gordo, magro e até mudar a postura.

Dá para sentir a delícia de esquiar na neve. Os dispositivos registram tudo que a pessoa faz, como abaixar o corpo ou saltar para driblar os obstáculos virtuais. Na tela sempre permanece uma bolinha vermelha trepidando no mesmo ritmo do jogador. Isso ajuda na correção da postura, pois indica o seu centro de gravidade.

Já na corrida, o controle remoto Wii fica no bolso do jogador. Os movimentos de impacto são detectados pelo aparelho simulando uma corrida de verdade. Só não vale balançar o controle para cima e para baixo - indicando que o jogador está em atividade - e ficar sentada.

Pois é, o game ainda está longe de substituir um profissional, e nem é a intenção dele. Apesar de ser eficiente na Yoga, por exemplo, pois indica como deve ser a estabilidade do corpo e respiração, a personal trainer Juliana Carla Lopes afirma que a aula é puxada para os iniciantes.

"Ele não é divido em níveis (iniciante, médio, avançado). Os exercícios são mesclados. Se a pessoa não tem uma boa consciência corporal não consegue fazer os mais complexos. Mas os comentários que o instrutor faz são pertinentes", explica.

Para a personal, o aparelho não substitui o trabalho de uma pessoa, pois não avalia de forma global quais são as condições do aluno, entre elas, freqüência cardíaca e condicionamento físico. "Mas já é um bom começo para quem não costuma praticar atividades físicas", acrescenta.

Preço médio do Balance Board: R$ 549,00

Preço médio do console para o CD: R$ 1.999

Comente

Últimas