6 desvantagens do consumo de Fast Food

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
6 desvantagens do consumo de Fast Food

Com a correria dos dias de hoje, as pessoas estão sempre com pressa, com pouco tempo para realizar as atividades diárias e isso inclui também o tempo de fazer as refeições. São poucos os que procuram separar um tempo destinado à alimentação.

Justamente por essa falta de tempo é que as pessoas procuram cada vez mais os serviços de fast food. É comida rápida a custo baixo e que agrada o paladar de muitas pessoas. A princípio parece perfeito, não é mesmo? Mas não é bem assim, o consumo deste tipo de alimento pode acarretar vários problemas à saúde.

Para muitos é tentador um sanduíche caprichado com várias batatas fritas e um copão de refrigerante ou então uma batata recheada com ingredientes variados, uma pizza saborosa com muito queijo, sem contar com as sobremesas; sorvete, milk-shake e outras delícias...

Mas é importante analisar as propriedades nutricionais destes alimentos, se realmente eles são compostos de nutrientes saudáveis e necessários para o bom funcionamento do seu corpo. É justa a troca do prato com arroz, feijão, verduras, legumes e carne por esta rápida refeição composta por alimentos ricos em gordura?

Enumeramos 6 desvantagens do consumo de fast food. Veja a seguir:

1. Geralmente os ingredientes e acompanhamentos dos lanches deste tipo de alimentação são muito calóricos, ricos em gorduras e colesterol, que se consumidos em excesso podem elevar os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, dessa forma você fica mais susceptível a ter doenças do coração, entre outras.

2. Você encontra pouca quantidade de fibras, o que pode prejudicar o funcionamento intestinal, causando prisão de ventre. Além disso, o organismo deixa de ter os benefícios que uma alimentação rica em fibras pode proporcionar, como a diminuição de bactérias patogências e aumento de bactérias boas ao corpo, o que está relacionado a proteção do intestino contra o câncer e diminuição da absorção excessiva de glicose e colesterol.

3. Há grande quantidade de sódio nesses alimentos. O excesso de sódio não é nada saudável, pois o sódio em excesso pode elevar a pressão arterial e sobrecarregar os rins.

4. Você sabia que um pacotinho de batata frita destes lanches rápidos pode ter 4,2g de gordura trans? Para você ter uma idéia a recomendação para esse tipo de gordura é que não ultrapasse o consumo de 2,0 gramas por dia. A gordura trans em grandes quantidades diminui o colesterol bom (HDL) e aumenta o colesterol ruim (LDL), o que pode provocar o entupimento de artérias, causar infarto e outros problemas de saúde.

5. Além dos prejuízos ligados à alimentação, não podemos esquecer que muitas vezes você come estes lanches trabalhando, dirigindo, com pressa e acaba engolindo a comida, ou seja, a mastigação fica prejudicada. E isso influencia diretamente na digestão.

6. O excesso de calorias dos alimentos de fast food contribui para a obesidade, já que um lanche ou um pedaço de pizza fornecem 400, 500 kcal. Em certos sanduíches é possível ter cerca de 800 kcal! Somando batata-frita, refrigerante e sorvete, dá um total de calorias que muitas vezes é a quantidade adequada a ser ingerida num dia todo. Por isso, muito cuidado!

Em um estudo, foi feita uma avaliação do consumo alimentar de trabalhadores de restaurantes de fast food, que realizavam pelo menos uma refeição no local de trabalho. O estudo apresentou que os funcionários tiveram uma alimentação inadequada de energia, macronutrientes e micronutrientes. Os trabalhadores estudados tiveram um padrão que pode cooperar para o ganho de peso excessivo, resistência à insulina e risco para diabetes tipo II.

Depois de ler esta matéria muitos vão se perguntar: "Então não posso nunca comer num de restaurante fast food?" Ou então vão pensar: "Só tenho tempo para comer estes alimentos, não tenho outra saída". Para estas dúvidas sugiro a seguinte solução: freqüente estes restaurantes esporadicamente, evite que esse tipo de alimentação faça parte da sua rotina.

No seu dia-a-dia dê preferência por consumir mais verduras, legumes, frutas, preparações assadas, grelhadas ou cozidas, beba bastante água, pratique exercícios e tenha uma boa saúde!

Bibliografia

NERI, Lenycia de C. L; CURTI, Maíra L. R. e FISBERG, Regina M. Avaliação do Consumo Alimentar de Trabalhadores de Rede Fast Food. Revista Nutrição em Pauta, São Paulo, edição jul/ago, 2006.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas