Alcachofras: inclua flores no seu cardápio!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Alcachofras inclua flores no seu cardápio

A alcachofra pertence à família Asteraceae, mas há inúmeras variedades desta flor, dependendo do tamanho e da cor. Grande parte deste alimento é constituída por tecidos rígidos, com sabor e textura não agradáveis para o consumo, assim, apenas o 'coração', fundo da alcachofra, e a parte carnuda das pétalas, folhas, são comestíveis.

A alcachofra deve ser fresquinha, fresquinha...

A melhor época para comprar alcachofra é de outubro a dezembro, período em que produto é facilmente encontrado, por coincidir com a sua safra, em: supermercados, feiras livres, varejões e empórios, com um preço mais acessível. No entanto, já no mês de setembro, as alcachofras são encontradas frescas e com coloração adequada.

Para ter a certeza de que este legume está bom para o consumo, segure-o pelo talo e sacuda-o suavemente. Se ele estiver flexível, significa que já está maduro. Evite o produto se as folhas estiverem abertas ou se a parte interna das folhas estiver com coloração marrom, pois indica que já passou da validade.

A alcachofra e o seu baixo teor calórico

Além de saborosa, a alcachofra é muito recomendada em programas de emagrecimento, devido ao baixo valor calórico que ela fornece: cada unidade cozida (140 g) fornece apenas 62kcal. O alto teor de vitaminas do complexo B que existe neste alimento é responsável por desencadear várias reações do organismo e por regular a construção dos tecidos do corpo. Os minerais também estão presentes na composição da alcachofra, dentre eles, temos o ferro, o cálcio e o fósforo.

Mas as características que tornam este alimento nutritivo não terminam por aqui, a alcachofra fornece uma boa quantidade de fibras, que estimulam o funcionamento do intestino, pelo aumento do trânsito intestinal, auxiliando, desta forma, no processo de eliminação de peso.

Principais formas de preparo (e os "perigos")

Um cuidado que deve ser tomado ao consumir alcachofras é que, segundo manda a tradição, as suas pétalas devem ser mergulhadas em azeite ou manteiga derretida e, como é impossível comer uma só, a ingestão dessas gorduras acaba sendo grande, tornando este alimento, que é leve, em uma perfeita "bomba de calorias".

Para evitar este problema, a dica é substituir o azeite por molhos à base de iogurte desnatado, que é mais saudável e nutritivo. Lembre-se: as ervas e os condimentos (orégano, manjerona, alho, cebola, louro, hortelã, tomilho, entre outros) podem ser acrescentados ao molho de iogurte, para realçar o sabor, sem aumentar muito as calorias. Se você preferir, regue vinagre ou limão nas pétalas e no fundo da alcachofra, para incrementar o sabor natural deste alimento.

Outra forma de preparo muito usual da alcachofra é a recheada com queijos gordurosos - como parmesão e provolone - e outros ingredientes que, apenas somam calorias à receita. No entanto, você pode preparar uma receita leve de alcachofras recheadas, sem colocar a perder o seu apetite. Para isso, é melhor utilizar queijo minas, queijo cottage, ricota e palmito e abusar das ervas aromáticas, que realçam o sabor, sem prejudicar a sua saúde!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas