Aprenda a detectar sinais de intolerância à lactose

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Os sintomas independem da quantidade ingerida, podendo ocorrer com a ingestão mínima da bebida

Aprenda a detectar sinais de intolerância à lactos

Um copo de 200 ml de leite integral contém 21% das necessidades diárias de cálcio, 13% das de proteínas e apenas 119 Kcal. Também é fonte de vitaminas A, B1 e B2, minerais como fósforo e manganês. Por mais benéfico que pareça, o leite pode ser grande vilão para algumas pessoas. Aprenda, a seguir, como identificar a intolerância e o que fazer no caso de detectar a sensibilidade.

Segundo o Dr. Laércio Tenório Ribeiro, membro titular da Federação Brasileira de Gastroenterologia, quando existe a hipersensibilidade a alguma proteína, apresenta-se um quadro alérgico igual ao das demais alergias.

"O paciente exibe manchas vermelhas no corpo, coceira, inchaço dos olhos ou boca, vômitos e, no caso da proteína do leite, diarreia", afirma. Os sintomas independem da quantidade ingerida, podendo ocorrer com a ingestão mínima da bebida.

Já a intolerância refere-se a uma deficiência da enzima lactase, que digere o açúcar (lactose). Dessa forma, a substância permanece no intestino sendo metabolizada por bactérias. Essas causam o aumento da produção de gases, do abdômen e modificação do pH do intestino, podendo causar diarreia.

A hipersensibilidade à proteína do leite se manifesta quase sempre na infância, principalmente logo após o desmame da criança. Já a intolerância tende a aparecer mais frequentemente na idade adulta, uma vez que a diminuição da produção de lactase tende a ser progressiva.

"Nos casos de alergia, as pessoas deverão ser orientadas por nutricionistas. A ideia é fazer a substituição adequada dos nutrientes que deixou de ingerir por não poder beber leite de vaca", recomenda o Dr. Ribeiro.

Já no caso da intolerância, a suspensão total ou parcial da ingestão dependerá de quão intolerante a pessoa é e de quanto desconforto o consumo da substância causa.

O leite de vaca pode ser substituído por leites sem lactose, como o de soja, ou mesmo uma versão do leite bovino sem lactose, onde o açúcar foi hidrolisado (quebrado), tornando possível a absorção. "Caso seja muito difícil suspender totalmente o leite, pode-se prescrever lactase, a enzima que digere a lactose", conta o especialista.

Identificou algum dos sintomas em você? Alguém na sua casa ou até mesmo seus filhos apresentam esse sinais? Não marque bobeira! Passe no médico, faça exames precisos e se prepare para, talvez, renovar o cardápio.

Contato - Dr. Laércio Tenório Ribeiro - membro titular da Federação Brasileira de Gastroenterologia

Juliany Bernardo (MBPress)


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas