Chá vermelho: a bebida da vez

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Chá vermelho

Depois do chá verde e branco, agora é a vez do chá vermelho ganhar fama com a promessa de fornecer muito mais benefícios para a saúde e beleza.

Da mesma planta, a Camellia sinensis, o chá vermelho, também conhecido como Pu-erh, é o mais apreciado de todos os chás da China, sendo catalogado em função da qualidade das folhas e ano de produção, assim como os vinhos.

Ele é na verdade uma derivação do chá verde que adquire determinadas características após passar por alta fermentação. Originalmente, suas folhas são comprimidas e armazenadas em barris, em condições especiais. Esse processo de maturação pode durar até 60 anos, mas já foram desenvolvidas técnicas que diminuem o tempo de maturação, fazendo com que o seu preço não seja tão elevado.

Diferentemente do chá verde, que é amargo, e do branco, adocicado, o chá vermelho é mais forte, mas não tão amargo.

Ele está sendo conhecido como "devorador de gorduras", pois acelera o metabolismo do fígado, isso faz com que o corpo queime as gorduras ao invés de armazená-las, sendo um aliado para quem deseja eliminar peso.

Mas vale ressaltar que esse fato ainda não tem comprovação científica. Nenhum estudo foi realizado para comprovar a relação entre o consumo regular de chá vermelho e a redução de peso.

Sabe-se que, assim como o chá branco e o verde, o chá vermelho contém polifenóis e flavonóides (como a catequina), componentes com poderosa capacidade antioxidante que ajudam a proteger as células do corpo contra a ação dos radicais livres. Além disso, eles diminuem os riscos de doenças cardiovasculares e do sistema nervoso, alguns tipos de câncer, retardam o envelhecimento e auxiliam na redução dos níveis de colesterol e triglicérides. Também é fonte das vitaminas C, K, B1 e B2.

De modo geral, o consumo de chás não tem contra-indicação, mas com o chá vermelho é diferente, se consumido em excesso pode causar: insônia, aumentar a ansiedade, os sintomas da TPM e a possibilidade de cálculos renais, devido ao alto teor de oxalatos.

Pessoas com hipertensão arterial e mulheres grávidas também devem ficar atentas ao seu consumo, não consumindo mais de 1 xícara por dia.

Na minha opinião, assim como o chá verde e o branco, o chá vermelho pode ser consumido com moderação e fazer parte do seu cardápio diário. Mas para o propósito de eliminar peso é importante que tenha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas regularmente. Ele pode até te ajudar, mas ele sozinho, não fará com que abaixe o ponteiro da balança.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas