Como a alimentação pode combater a endometriose?

O consumo de alimentos antioxidantes pode ajudar no tratamento da doença

Como a alimentação pode combater a endometriose

A cada dia que passa vemos como a alimentação realmente interfere na nossa saúde. A mais recente novidade diz respeito a um estudo, publicado na revista "Archives of Internal Medicine", apontando que certos alimentos podem aliviar os sintomas e até ajudar no tratamento da endometriose. Em conversa com a Dr. Alessandra Gaboardi, especialista em nutrição clínica, coletamos ainda mais detalhes sobre essa pesquisa. Antes de tudo, vale lembrar do que se trata essa doença, que acomete entre 5% e 15% das mulheres em idade reprodutiva e 25 a 40% das mulheres inférteis.

"O endométrio é uma mucosa que reveste a parede interna do útero e é onde o óvulo fertilizado se implanta. Quando a fecundação não ocorre, boa parte do endométrio descama e é eliminada na menstruação. Isto ocorre no corpo da mulher todos os meses. Já a endometriose é uma doença inflamatória provocada por células do endométrio que se multiplicam na cavidade abdominal ou nos ovários. Geralmente causa muita dor, porém, algumas mulheres são assintomáticas", explica a especialista. De acordo com Alessandra, existe a relação efetiva entre a alimentação e a redução desse problema. "Alguns autores sugerem que a endometriose pode estar associada ao estresse oxidativo. Sendo assim, a inclusão de alimentos antioxidantes a anti-inflamatórios pode auxiliar no tratamento à endometriose".

Como exemplo de ingredientes que devemos acrescentar no prato do dia a dia, ela cita: azeite de oliva extra virgem, óleo de linhaça, e macadâmia, peixes ricos em ômega-3 (sardinha, salmão, atum), alho, suco de uva, oleaginosas (castanha-do-pará, castanha de caju, amêndoas, avelãs, amendoim, etc.), frutas e legumes de casca roxa (amora, mirtilo, berinjela, feijão preto, framboesa, morango, açaí, etc.), e vitamina D, E e C.

"Temperos como açafrão, cúrcuma, coentro e gengibre também são bons aliados."

Em contrapartida, deve-se evitar o consumo de outros alimentos. "A soja (óleo de soja, shoyu, tofu) tem atividade semelhante a do estrógeno e pode acentuar a alteração hormonal. Evite também o excesso de açúcar e alimentos refinados (como bolos confeitados)".

Dessa forma, nós mulheres encontramos uma forma de prevenção à endometriose, aliada a um cardápio saudável que nos ajuda no tratamento desse desarranjo hormonal.

Alessandra Vespa (MBPress)


Comente

Assuntos relacionados: alimentação endometriose

Últimas