Dê uma fritada na gordura!

Dê uma fritada na gordura

Eliminar os alimentos ricos em gorduras está entre as principais dificuldades citadas pelas pessoas que querem emagrecer. Natural, já que a gordura é um nutriente que fornece mais sabor e melhor textura para os alimentos, deixando-os mais macios e crocantes.

A utilização da fritura traz ao alimento uma característica abominada na alimentação para redução de peso, que é o oposto do desejado: o aumento calórico. E coloca aumento nisso! A fritura pode, no mínimo, triplicar o valor energético do alimento!

Vamos a um exemplo prático: 100 gramas de batata, quantas calorias têm? Depende. Cozidas, 85 Kcal; fritas (palito), 330 Kcal e, pasmem, a tão inocente batata palha fornece 550 Kcal, considerando a mesma quantidade.

Esse é somente um exemplo. Carnes, almôndegas, quibes, bolinhos, hambúrgueres, nuggets. No corre-corre diário, a ordem é preparar algo muito prático. Então, nada mais convidativo do que abrir o pacote de congelado e mergulhar o alimento no óleo. Esquece-se até de ler o rótulo. As grandes indústrias de congelados fornecem o valor nutricional do alimento pelo produto conforme está na embalagem, ou seja, cru. E qual a principal recomendação? Assar ou utilizar uma frigideira anti-aderente.

Para não acrescentar as calorias extras da fritura, arme-se das seguintes estratégias:

- cozinhe o alimentos;

- utilize panelas anti-aderentes;

- se não possuir esse tipo de panela, coloque o mínimo de óleo, evitando a imersão do alimento;

- para as carnes, utilize uma grelha;

- prefira assar nuggets e hambúrgueres;

- para ter maior praticidade, utilize o microondas.

Vale uma dica: quanto menor o alimento, maior a absorção de gordura, portanto, mais calórico ele será. Lembra-se do exemplo da batata palha no início da matéria? Então fique atento!

Além do aumento do valor calórico dos alimentos, a gordura da fritura pode trazer outros problemas se não houver algum cuidado.

Você é do tipo que adora o pastel do japonês da feira? O croquete da padaria? Antes de ir fazendo o pedido, se possível, dê uma espiada no óleo. Se a cara for daquelas que ele está sendo utilizado há dias, cuidado. Se ele está sendo excessivamente aquecido, levantando fumaça, mais cuidado.

Óleo com excesso de utilização e submetido à elevada temperatura produz alterações como cor inadequada, cheiro forte, maior viscosidade, além da tendência de formar espuma.

Substâncias tóxicas (compostos polares) são formadas quando o óleo está sendo utilizado incorretamente, trazendo problemas para a saúde, já que o consumo excessivo é fator para desenvolvimento de doenças coronarianas.

Uma alimentação para redução de peso não deve ser vista somente do ponto de vista calórico. Alimentação adequada significa maior qualidade de vida. Evitar a fritura soma dois pontos: um para o emagrecimento e, o outro, para a saúde.   

Comente

Assuntos relacionados: nutrição gordura calorias fritura óleo

Últimas