Emagrecer no verão

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Emagrecer no verão

O Brasil é recordista no uso de anfetaminas para emagrecimento e a maioria das pessoas recorre a dietas milagrosas que prometem o peso ideal sem muito esforço. Pouca importância é dada a questões psicológicas e emocionais, que estão diretamente relacionadas ao sobrepeso. Para manter o peso adequado à boa saúde é necessário transformar a relação do indivíduo com os alimentos.

No mercado, você encontra inúmeros produtos que prometem perda de peso muito rapidamente. É bom saber que muitos desses produtos apresentam risco para a saúde e não possuem recomendação da classe médica. Seguindo uma estratégia comercial, os redutores de peso são anunciados sempre nas proximidades do verão, quando as pessoas estão mobilizadas para entrar em forma na estação consagrada a pouca roupa e muita exibição do corpo.

Na praia, todos desejam exibir um corpo sem os pneuzinhos que o casaco de inverno deixou escondidos. Para quem deseja ter um físico saudável, uma coisa é certa: não existe fórmula milagrosa que faça a pessoa emagrecer se ela tiver uma vida sedentária e se empanturrar de alimentos calóricos. Mudar os hábitos alimentares e ter consciência da necessidade de praticar atividades físicas são os passos iniciais para quem busca a boa forma.

É um erro relacionar reeducação alimentar com a sensação de passar fome ou a uma alimentação sem sabor. O controle do peso exige comer com equilíbrio alimentos considerados saudáveis. Em pouco tempo o organismo se acostuma a ser bem tratado e reclama quando alimentos calóricos são ingeridos em uma quantidade inadequada. Má digestão, dor de cabeça, azia e até mau humor são sintomas de calorias em excesso.

É necessário definir uma estratégia para o emagrecimento saudável. Os resultados não surgem num passe de mágica. Eles dependem de vários fatores, como a genética, o tempo sem praticar atividade física, o equilíbrio emocional, a força de vontade e a crença de que um corpo mais saudável trará realmente benefícios a curto e, principalmente, a longo prazo.

Com tantos pré-requisitos, é fácil concluir que o emagrecimento é um processo demorado, e que ninguém se transforma numa escultura grega da noite para o dia. Emagrecer ou desenvolver a musculatura muito rapidamente, só é possível com atitudes radicais, como comer muito pouco ou malhar com sobrecarga muito alta. Esses procedimentos prejudicam os resultados e a saúde da pessoa.

Rever conceitos pode ser fundamental para quem deseja emagrecer e depois manter o peso desejado. Emagrecer e depois relaxar causa o famoso efeito sanfona, que com o passar do tempo faz a pessoa engordar mais e depois emagrecer menos.

Um programa correto de alimentação e de exercícios físicos é o procedimento seguro para quem deseja melhorar o visual e a silhueta. No verão as altas temperaturas exigem uma boa hidratação, e fica mais fácil optar por frutas, legumes, verduras e alimentos leves, que muitas vezes não são os preferidos no inverno.

Atualmente, a boa forma, o corpo saudável, ganha cada vez mais aliados. A aparência estereotipada da beleza, seja ela esquelética ou sarada, é vista como um aspecto pouco saudável e não mais desejável. Ufa! Que alívio! Afinal, hoje se sabe que a estética é uma conseqüência da saúde física e mental.

Dê a largada em direção aos seus desejos e estenda suas ações para todas as estações dos próximos anos de vida.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas