Já conhece o edamame?

Você pode temperar o edamame com sal marinho e comê-lo assim mesmo

Já conhece o edamame

Que atire a primeira pedra a pessoa que nunca procurou por uma opção mais saudável durante as compras. E se lhe dissessem que existe um petisco incrível que demora apenas 3 minutos para ser preparado? O edamame promete se tornar seu queridinho e substituir até a pipoca durante as sessões de cinema em casa.

Para quem nunca ouviu falar, o edamame é a vagem da nossa velha conhecida soja. Muito comum na culinária japonesa, ele é prático tanto para ser preparado como para ser comido. Ricos em isoflavonas, seus grãos auxiliam as mulheres a enfrentarem a temida menopausa e previnem contra doenças cardiovasculares.

Abastecida em fibras e proteínas e pobre em carboidratos, a vagem da soja aumenta o colesterol bom do corpo, diminui o ruim e possui poucas calorias - cerca de 120kcal para cada 100g.

E olhe só que interessante, até para quem está de ressaca o edamame pode ser benéfico. Por conter metionina (que se junta às vitaminas A, B1 e C), ele atua no fígado auxiliando na decomposição do álcool e colaborando para a recuperação do órgão.

Para ser comido, o edamame deve ser cozido e descascado da mesma forma como fazemos com o amendoim com casca. É o aperitivo perfeito! Só precisa de cuidado com os acompanhamentos, como o abuso do sal, por exemplo.

Veja algumas receitinhas deliciosas com essa "velha novidade":

Para cozinhar

- 1 pacote de edamame congelado (cerca de 300 g)

- 500 ml de água

Leve a água para ferver em fogo médio. Quando entrar em ebulição, junte o edamame ainda congelado e cozinhe por 3 minutos ou até que as vagens adquiram consistência macia. Desligue o fogo, escorra a água e lave as vagens com água fria.

Você pode temperar o edamame com sal marinho e comê-lo assim ou fazer uma dessas receitas:

Patê de edamame

- 2 xícaras de chá de edamame já cozido (e fora da vagem)

- 1 xícara de chá de creme de ricota light

- 1 colher de sopa de shoyo

- 3 dentes de alho amassados

- 1 punhado de salsinha picada

- Pimenta do reino e sal a gosto

Bata o edamame, o creme de ricota, o shoyo, a salsinha e o alho no processador ou no liquidificador. Quando formarem uma pasta uniforme, acerte o sal e a pimenta do reino a seu gosto e sirva com torradinhas.

Hambúrguer de edamame

- 300g de edamame descongelado

- 1 cebola grande

- Coentro

- 1 ovo

- 2 colheres de sopa de farinha de trigo integral

- 1 colher de sopa de molho shoyo

- 1 xícara de arroz integral cozido

- 1 xícara de azeite de oliva

- 2 dentes de alho

- Sal a gosto

Bata no liquidificador o coentro, a cebola, o alho, o shoyo, o azeite e o sal. Quando estiverem integrados, adicione o edamame descongelado (sem casca) e reserve, deixando descansar por 5 minutos para incorporar o tempero. Enquanto isso, bata no liquidificador o arroz com o ovo, misture tudo com o edamame reservado e adicione a farinha de trigo, mexendo bastante com a colher. Pegue porções da massa e modele os hambúrgueres. Unte uma forma com azeite e leve as pequenas porções de massa para assar por cerca de 10 a 15 minutos.

Sopa de edamame

- 1 cebola bem picada

- 1 talo de salsão picado

- 2 colheres de sopa de óleo de canola

- 3 xícaras de chá de edamame

- 1 xícara de chá de ervilhas verdes congeladas

- 4 xícaras de chá de caldo de legumes

- Sal a gosto

Aqueça o óleo de canola em uma panela em fogo médio. Adicione a cebola e o salsão e cozinhe-os por 10 minutos. Junte o edamame, as ervilhas (que podem ainda estar congeladas) e o caldo para legumes. Aumente o fogo e deixe até que ferva. Depois disso, abaixe o fogo e deixe que a mistura cozinhe por mais 20 minutos. Remova a sopa do fogo, deixe-a esfriar um pouco e bata tudo no liquidificador até que a pasta fique homogênea. Se necessário, leve ao fogo novamente para esquentar quando for consumi-la.

Juliany Bernardo (MBPress)

leia também


Comente

Últimas