Legumes para sua saúde!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Legumes para sua saúde

De acordo com o guia alimentar "pirâmide alimentar" recomendado pela Organização Mundial da Saúde, todos os dias deve-se comer de 4 a 5 porções de hortaliças. Verduras e legumes compõe este grupo alimentar. Hoje vou escrever especificamente sobre os legumes, pretendo esclarecer suas dúvidas sobre os tipos, formas de preparo, nutrientes e outras curiosidades.

A denominação legume se dá quando as partes comestíveis são os frutos, as sementes ou as partes que se desenvolvem na terra, exemplos mais comuns: abobrinha, berinjela, cenoura, beterraba, chuchu, abóbora, maxixe, nabo, brócolis, couve-flor, etc.

Os legumes fornecem vitaminas, minerais e fibras, pode-se destacar a vitamina A, C e as do complexo B, e os minerais cálcio ferro, potássio e magnésio. Já as fibras você encontra as solúveis e as insolúveis.

De forma geral todos os legumes possuem poucas calorias. Devido às fibras presentes, os legumes ajudam no trânsito intestinal, e por conter compostos funcionais, ajudam a prevenir doenças e combater o envelhecimento.

Como preparar:

Após a compra, os legumes devem ser higienizados e armazenados sob refrigeração. Quando possível consuma o legume cru, pois uma grande quantidade de fibras e vitaminas pode ser eliminada durante o preparo e cozimento. Mas, por outro lado é importante ter uma maior preocupação com que o que é consumido cru, pois não sofrerá o processo térmico, onde se pode eliminar microorganismos, por isso quando for consumir os legumes crus, lave-os e higienize-os adequadamente.

Quando a opção for cozinhar ou refogar, durante a cocção, evite altas temperaturas e um tempo de cozimento prolongado, para que não haja perda das vitaminas hidrossolúveis.

Se possível, cozinhe os legumes com casca, inteiros ou em pedaços grandes, para minimizar a perda de nutrientes. De preferência, descasque no momento do consumo, assim você também terá menos perda sensorial (cor, cheiro, aparência). Cozinhar a vapor é a melhor forma para manter o valor nutritivo dos legumes.

Se você higienizou os legumes adequadamente antes de cozinhá-los, não despreze a água que restou da cocção, utilize-a em outras preparações, como sopas, no cozimento de arroz, massas, feijão, etc.

Classificação de acordo com composição de carboidratos:

Os legumes podem ser classificados de acordo com a sua composição de carboidratos em: grupo A (5% de carboidratos), grupo B (10% de carboidratos) e grupo C (20% de carboidratos). É importante ressaltar que mesmo os legumes do grupo C precisam ser consumidos com freqüência, já que mesmo os alimentos deste grupo são ricos em nutrientes, fibras e fitoquímicos além de baixas calorias.

Legumes para sua saúde

Alguns legumes e seus benefícios:

Variar o consumo dos legumes é importante, porque alguns legumes são ricos em determinados nutrientes, enquanto outros possuem mais outros tipos de nutrientes, e variando há maior possibilidade de ingerir nutrientes diferentes e em quantidades adequadas.

Vou citar três tipos de legumes que considero ter alto valor nutritivo:

Cenoura

A cenoura é uma grande fonte de vitamina A, beta-caroteno, responsável pela manutenção de cabelos, peles, ossos e olhos saudáveis, além de fornecer sais minerais: fósforo, cloro, potássio, cálcio, sódio e vitaminas do complexo B. Este legume se conserva por longo tempo, dessa forma é difícil que se estrague. Quando conservada em geladeira pode permanecer em boas condições por 1 a 2 semanas. Possui um sabor levemente adocicado, que faz com que combine com diversos alimentos e pode ser preparado de várias formas.

Beterraba

A beterraba é uma raiz fonte de vitamina A, B e C , sódio, potássio, zinco, magnésio, folato e ferro. Na compra, a casca deve ser lisa, sem rachaduras e com folhas brilhantes. A beterraba pode ser consumida de diversas maneiras: batida no liquidificador com suco de laranja, em sopas, refogadas com outros legumes ou crua em salada. As folhas e os talos da beterraba também devem ser aproveitados, pois além de conter vitamina A tem uma ótima quantidade de fibras e minerais. Para se ter uma idéia 100g de beterraba tem em média 0,3 mg de ferro, já 100g da folha de beterraba tem aproximadamente 3,1mg de ferro em sua composição. As folhas da beterraba podem ser preparadas como a couve, refogadas ou acrescidas em sopas.

Abóbora

Devido à presença do beta-caroteno, a abóbora também é fonte de vitamina A, com poder antioxidante, no qual de acordo com alguns estudos realizados, pode prevenir certos tipos de câncer. Além disso, você também encontra na abóbora outras vitaminas e minerais e uma ótima quantidade de fibras presentes.

Procure não armazenar as abóboras em temperatura abaixo de 10 graus C, pois isso acelera sua deterioração.

Geralmente as pessoas jogam fora as sementes, mas elas são ótimas fontes de proteínas. A semente torrada pode ser um aperitivo delicioso, e é fácil preparar: lave e deixe secar, depois asse em forma untada por uma hora a 120 graus C.

Não deixe de comer ao menos uma vez ao dia uma porção de legumes, fará muito bem à sua saúde.

   

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas