Medicamentos para o emagrecer

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Medicamentos para o emagrecer

Atualmente existem milhares de medicamentos no mercado para o emagrecimento, mas muitos se perguntam: Será que realmente vou emagrecer? Tomar medicamentos poderá prejudicar minha saúde? Qual o medicamento que devo tomar?

É importante informar as pessoas sobre o assunto, pois tomar medicamentos para emagrecer sem a prescrição médica, ou seja, sem que realmente haja esta necessidade poderá causar diversos danos à saúde.

O medicamento é indicado para o emagrecimento levando em conta os seguintes critérios:

- Pessoas que possuem IMC acima de 30kg/m².

- Indivíduos com IMC acima de 25kg/m², com ou sem doenças associadas ou que não conseguem obter resultados satisfatórios com a dieta, prática de atividade física e mudanças comportamentais.

A primeira tentativa deve ser sempre a reeducação alimentar e a prática de atividade física, pois é a maneira mais saudável e eficaz para manutenção de peso. Os medicamentos quando necessários podem contribuir para eliminação de peso, mas é importante que junto com a medicação, também ocorra mudanças na alimentação e no estilo de vida, senão a pessoa se torna dependente do medicamento e assim que ela pára de tomar, volta a adquirir peso e muitas vezes em dobro.

Qualquer medicamento a ser tomado deve ser prescrito pelo médico, ele que irá analisar através de uma avaliação completa se é necessário tomar o medicamento para emagrecer.

A medicação para redução de peso pode atuar no sistema nervoso central, alterando o apetite do indivíduo, no metabolismo, proporcionando um gasto calórico maior e no sistema gastrointestinal, diminuindo a absorção de gorduras.

Estaremos explicando mais detalhadamente as substâncias dos medicamentos mais utilizados:

Substâncias que atuam no sistema nervoso central: anfepramona, fenproporex, fentermina, mazindol, sibutramina e outras. Estas substâncias diminuem a ingestão alimentar, provocando maior saciedade, conseqüentemente diminuindo o apetite.

Efeitos colaterais: taquicardia, ansiedade, insônia, boca seca e algumas drogas elevam a pressão arterial.

Substâncias que atuam no metabolismo: efedrina, cafeína, aminofilina. Estas substâncias atuam no metabolismo, provocando um gasto energético maior.

Efeitos colaterais: sudorese, taquicardia, gastrite, etc...

Substância que atua no sistema gastrointestinal: orlistat. Esta substância inibe absorção de gorduras.

Efeito colateral: diarréia, evacuação gordurosa, deficiência das vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K.

É muito importante que antes de iniciar qualquer tratamento, você vá até o seu médico para que possa ter uma prescrição de tratamento adequada. E lembre-se sempre que para ter sucesso e manter o peso eliminado, é fundamental a mudança no estilo de vida.      

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas