O Carnaval está chegando... Olê, Olê, Olá...

O Carnaval está chegando Olê Olê Olá

Um pouquinho de história

O Carnaval surgiu de manifestações populares anteriores à era Cristã, na Itália, denominadas Saturnálias, em homenagem a Saturno. Com a expansão do Império Romano, essas festas, difundiram-se pela Europa.

No início da era Cristã, com a solidificação do poder da Igreja na sociedade, tais comemorações pagãs passaram a ser censuradas e limitadas ao período anterior à Quaresma.

Os italianos passaram, então, a denominá-los de Carnevale, indicando que podia-se "abusar da carne", ou seja, podia-se "fazer tudo o que se tinha vontade" nesse período, pois os pecados seriam perdoados na 4ª feira de cinzas.

Os festejos chegaram em Portugal entre os séculos XV e XVI, com o nome de Entrudo, já que ocorria nos dias anteriores à Quaresma. O evento tinha uma forte característica gastronômica e era marcado por brincadeiras de extrema violência.

O Brasil, conheceu tal evento, por influência de Portugal. O Entrudo brasileiro era tão violento quanto o português, tanto que, por volta de 1850, ele passou a ser reprimido pelas autoridades policiais. Foi justamente nesse período que a festa começou a se diferenciar, entre o Carnaval de Salão (para os indivíduos de classe média e alta) e o Carnaval de Rua (para os de classe baixa).

Saiba como aproveitar melhor sua festa

Por ser o primeiro feriado após a virada do ano, o Carnaval é o período em que muitas pessoas viajam com a família e os amigos para festejar! No entanto, deve-se tomar cuidado com a alimentação e a hidratação, para que se possa estar "inteiro" após as comemorações... Por isso o Cyber Diet preparou algumas dicas, para você aproveitar ao máximo:

Como o mês de fevereiro ainda é quente, é muito comum a ocorrência de casos de desidratação. A urina amarelo-escura, pode ser um indício do problema. Portanto, previna-se bebendo muita água, sucos naturais de frutas, chás gelados ou água de coco. Mas atenção, se você estiver em um local, onde a água não é tratada ou sua procedência não é confiável, opte pela água mineral, suco e chás de latinha ou caixinha. Não beba água de fonte desconhecida, pois o risco de se contaminar e conseqüentemente, desenvolver uma diarréia é alto.

Limite o consumo de bebidas alcoólicas, pelos seguintes motivos:

  • são calóricas (1 grama de álcool = 7 calorias);
  • em geral, não possuem nutrientes, por isso as calorias provenientes das bebidas alcoólicas são chamadas de "calorias vazias";
  • o álcool etílico (presente nas bebidas alcoólicas) é extremamente tóxico para o fígado;
  • o álcool atua sobre o cérebro dando uma sensação de euforia e desinibição no início, no entanto, posteriormente promove a perda da coordenação motora, do senso crítico, descontrole e sono. O excesso pode inclusive levar ao coma.
  • Consuma bastante alimentos ricos em vitaminas e minerais, tais como: frutas, verduras e legumes. Eles possuem baixo valor calórico e repõem os principais nutrientes perdidos no suor, como: potássio, cloreto, magnésio e sódio.

    Faça uma refeição ou um lanche "reforçado", com alimentos ricos em carboidratos (pão, arroz, batata, mandioca, milho, polenta, macarrão) antes de sair para a festa, pois tal nutriente é essencial para a reposição de energia e não causa a sensação de "moleza", típica das refeições ricas em gorduras.

    Se você pretende ficar a noite inteira festejando, não esqueça de tomar, a cada 1 ou 2 horas, sucos de frutas. Além de fornecerem líquidos ao organismo, as frutas contém frutose (um açúcar natural )que repõe a energia gasta na folia. Lembre-se de que ficar muito tempo sem se alimentar pode ocasionar um quadro de hipoglicemia (baixa quantidade de açúcar no sangue) podendo causar tonturas e desmaios.

    Evite o consumo de petiscos fritos (como os de camarão, peixe, lula, mandioca, polenta e queijo) e de oleaginosas (como azeitonas, castanhas, amendoim e pistache) pois são muito calóricos e contêm uma alta porcentagem de gordura em sua composição.

    Se os festejos começarem pela manhã, não esqueça de passar protetor solar - repassando-o sempre que necessário - e use roupas e sapatos (de preferência tênis) bem confortáveis.

    Por fim, aproveite muito para dançar, cantar e pular. A dança, em especial é uma forma muito gostosa de "queimar" calorias, além disso, faz com que as pessoas esqueçam dos seus problemas, tornando-as muito mais felizes!

       

    Comente

    Assuntos relacionados: nutrição carnaval história

    Últimas