Os vilões do fim do ano

Os vilões do fim do ano

As festas de fim de ano chegaram e com elas muitas tentações irresistíveis. Mas, no entanto, você pode evitar um ganho de peso exagerado sem perder o espírito deste período. O importante é que você consuma os alimentos com moderação e faça as escolhas certas.

Muitos são os vilões na alimentação festiva. Para você saber identificá-los e, principalmente, lidar com o desejo de devorá-los, aqui vão algumas dicas que você deve levar em conta, desde a escolha da carne, até os acompanhamentos.

O conselho inicial é o seguinte: tire a ceia do foco da noite. Sua noite de Natal e Reveillon não pode se resumir a uma verdadeira esbórnia alimentar. Tente considerar outros pontos fundamentais, tais como:

  • A companhia da família, que é tão difícil de reunir. Gaste o tempo de um belisque nas castanhas com um papo gostoso e descompromissado com aquele primo que você brincava tanto na infância e que você não vê há anos;
  • Nas doze badaladas, vá à mesa com um objetivo claro e definido. Não queira experimentar todas as opções. Lembre-se: comer não é tudo na vida.
  • Escolha da carne. O primeiro passo é ignorar as carnes gordas. Porque um pernil se você pode comer um peito de peru? Porque não ser feliz com um peixe assado? Mas, tudo bem. É dia de festa e você acredita que tem o direito de comer uma fatiazinha inocente (?) de pernil. Se você não resistir, lembre-se: tire a pele. Rica em colesterol, essa perdição só aumenta as calorias da carne.
  • No lombo ou tender, coma sem culpa. Mas consuma uma fatia pequena. Molhos altamente gordurosos? Esqueça! Quando optar por estes tipos de carnes, prefira os acompanhamentos como arroz simples, saladas diversas (com limão e sal), ou legumes com molhos a base de iogurte.
  • Outras fontes de gorduras e colesterol são as gemas de ovos, manteiga, miúdos de frango e outras vísceras de animais, creme de leite, maionese, queijos amarelos e alguns frutos do mar, como camarão e caranguejo. Portanto, se você possui um alto nível de colesterol ou está fazendo um programa alimentar para eliminação de peso, estes alimentos devem ser evitados. Quando passar por eles na mesa, simplesmente ignore-os. A sensação de vitória pessoal vai compensar - e muito - a falta dessas delícias.
  • Ceia farta sempre conta com maionese, farofa, torta, arroz de todos os tipos e cuscuz. Escolha duas opções - no máximo - e deguste calmamente. Bem devagarinho. Não se deixe influenciar pelo comentário da sua tia que insiste com um pedacinho do doce de sei-lá-o-quê que ela fez. Agradeça educadamente, mas recuse e volte para as suas acertadas escolhas.
  • No caso das sobremesas, elas devem ser escolhidas cuidadosamente, pois de nada adianta você fazer uma boa seleção de alimentos durante a ceia e se entregar a todos os doces sem restrições. Em geral as sobremesas são riquíssimas em calorias por possuírem alto teor de gorduras e açúcares. Procure escolher as opções de frutas frescas, saladas de frutas, mousses, sorvetes de frutas ou, até mesmo, uma pequena fatia de panetone.
  • As frutas natalinas como as nozes, castanhas, amêndoas e avelãs não contém colesterol, mas são uma boa fonte de gorduras. Como conseqüência, bastante calóricas. Se cair na tentação, prefira ao natural e não juntamente a outras preparações como tortas e bolos. O valor calórico aumentará e muito.
  • As bebidas alcoólicas também representam um aumento significativo de calorias em sua alimentação. Por isso o seu consumo deve ser moderado. Cada grama de álcool, fornece cerca de 7 calorias ao organismo. Por este motivo, entre as opções, prefira os champagnes, do que as cervejas ou vinhos.
  • Saiba o valor nutricional de alguns alimentos consumidos na ceia:

    Comidas
    Os vilões do fim do ano

    Bebidas

    Dentre as bebidas alcoólicas mais consumidas nas ceias, o champagne é o mais recomendado, pois é a de menor valor calórico. Por outro lado, evite consumir o licor: um cálice pequeno fornece mais calorias que uma taça de champagne ou de vinho branco seco. Quando se trata de bebidas, o segredo é a moderação. Limite-se, portanto, ao momento do brinde.

    Os vilões do fim do ano

    Comente

    Últimas