Por dentro da embalagem: pão de forma

Por dentro da embalagem pão de forma

Muitos alimentos são verdadeiros mistérios dentro da embalagem, ainda mais quando há uma variedade grande do mesmo produto. O pão de forma é um deles. Parar em frente das gôndolas onde, um a um, os pacotes estão enfileirados pode levar à dúvida: qual a diferença entre cada tipo de pão?

Olhando atentamente para os rótulos, eles podem ser divididos em dois grupos: os light e os tradicionais que, entre outros, estão o integral, de centeio e o pão preto.

A composição do pão light exclui os ingredientes gordura vegetal e açúcar que podem estar presentes nos tradicionais. O que isso significa? A gordura e o açúcar estão relacionados com a maior palatibilidade e textura do produto. Por isso que, nesses pontos, os pães "comuns" apresentam melhor sabor e maciez.

Gordura e açúcar são apenas dois ingredientes utilizados na fabricação dos pães. Já há pão com uva passa, coco queimado, açúcar mascavo, ou ainda, grão de soja, semente de girassol e fubá de milho. Extrato de malte e cevada torrada podem ser encontrados no pão preto.

A presença desses ingredientes será que, necessariamente, acarreta em maior qualidade nutricional do produto? Será que, para quem deseja emagrecer, é obrigatória a substituição do pão tradicional pelo pão light?

Para responder essas questões, voltemos ao rótulo. Na tabela abaixo estão relacionados os produtos de duas marcas.

Por dentro da embalagem pão de forma

* Valor expresso por 1 fatia do produto

Comparando os pães light aveia e integral da Wickbold há a diferença calórica de apenas 10 kcal por fatia. Essa diferença é pequena então, vamos checar alguma diferença entre outros nutrientes. Entre eles, o integral apresenta maior quantidade de fibras que está relacionada com melhor funcionamento intestinal, diminuição de incidência de câncer, ajuda no emagrecimento. Ponto para ele. Assim, se o intuito é ingerir uma menor quantidade de calorias, o pão light aveia não seria uma boa escolha.

Já, o pão de forma light da mesma marca apresenta uma quantidade calórica menor se comparado com outros pães, contendo a metade do valor do pão musli. Assim, ao optar por ingerir 2 fatias de pão de forma light (90 Kcal), a diferença do que seria ingerido com o pão musli (90 kcal) é mais do que um iogurte light de polpa de frutas - que pode ser ingerido em um pequeno lanche, entre duas refeições principais.

É importante que a comparação do valor nutricional seja feita entre os pães light, entre os pães tradicionais e entre os pães light e tradicional. Dependendo da necessidade, precisará mudar o produto que vem ingerindo. Se você deseja eliminar peso e tem por hábito consumir um pão light que apresenta uma quantidade calórica próxima a de um pão tradicional, deverá mudar por outro, também light mas que contenha menos calorias.

Se apresenta intestino preso, é necessário aumentar a ingestão de fibras. Procure, através do rótulo, o alimento com maior quantidade desse nutriente. Mas é sempre bom ter um olho no rato e outro no queijo. Compare também a quantidade calórica.

Em relação à quantidade de fibras, é bom estar atento. Produtos que apresentam ingredientes ricos em fibras (uva passa, aveia, semente) não necessariamente fornece um pão com maior quantidade desse nutriente.

Portanto, a ordem é sempre ler o rótulo. Ele é o único meio para que possa comparar os produtos e as marcas, adquirindo o produto que irá suprir a sua necessidade.    

Comente

Últimas