Problema com a alimentação?

Problema com a alimentação

Seguir uma alimentação equilibrada é muito mais do que comer verduras, legumes e frutas. Esses grupos de alimentos devem estar presentes diariamente em algum momento da sua alimentação. Entretanto, eles são apenas dois dos oito grupos que compõem a Pirâmide Alimentar adaptada para os brasileiros.

Sim, existe uma pirâmide destinada aos hábitos alimentares da nossa população. O guia da Pirâmide Alimentar desenvolvida pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sofreu adaptações para que se adequasse ao hábito alimentar do brasileiro.

A principal mudança está na quantidade de grupos: seis na norte-americana e oito na brasileira.

Partindo da Pirâmide, é possível adequar os hábitos alimentares para que se possa ter uma alimentação saudável, onde a variedade alimentar é acompanhada da quantidade adequada de alimentos. Assim, atinge-se o objetivo: não há excesso ou escassez de alimentos e, portanto, evita-se o ganho de peso ou a deficiência nutricional.

Depois de várias tentativas para manter o peso - ou mesmo para eliminá-lo - não há como evitar a desconfiança e a pergunta "será de dá certo?". Não há quem duvide de que o hábito alimentar adequado é sinônimo de saúde, maior disposição e de beleza.

Quem é que não sabe que a variedade alimentar é importante? Então, onde está o erro?

O erro está em saber o que deve ser feito e não fazê-lo. Ou saber o que deve ser ingerido e não fazer na quantidade adequada.

Quando em toda parte se lê que devem ser ingeridas três porções de frutas ou sete cereais, o que isso significa? Três frutas e sete fatias de pão? Não é bem assim.

Vamos começar pelas porções de cada grupo.

Problema com a alimentação

Tendo o valor calórico por porção já é possível superar a barreira da quantidade de cada alimento.

Equilibrando a variedade alimentar e o quanto está sendo ingerido é possível adquirir os nutrientes na proporção adequada.

Os alimentos indicados na Pirâmide Alimentar fornecem fibras, vitaminas, minerais, ferro, cálcio, carboidratos, proteínas, gorduras que atuam no metabolismo e funcionamento do organismo. Se não houver erros, não será apresentado nenhum tipo de deficiência ou excesso que acarretam em alguma doença como, anemia, osteoporose, colesterol alto, hipertensão, obesidade, problemas coronarianos.

Saber que alguns erros estão sendo cometidos é o início para começar a mudar. Mudança de hábito não ocorre de um dia para o outro. Então nada de sair correndo desesperado para a dispensa ou geladeira querendo dar fim nos alimentos que devem ser consumidos com maior moderação como, salgadinhos, balas, chocolates. Adote novas atitudes dia-a-dia, gradativamente. Assim, será mais fácil e, no final, perceberá que uma boa alimentação não é nenhum sacrifício.

Para visualizar os alimentos e as suas quantidades, veja a matéria "Pirâmide Alimentar - Guia Prático para a Alimentaçãoo Saudável."

Comente

Últimas