Shake para emagrecer

Será que essa é a melhor opção?

Shake para emagrecer

Com a promessa de emagrecimento saudável e pela praticidade do consumo e preparo, os shakes viraram febre. Mas será que eles são mesmo a melhor opção para quem quer emagrecer de forma gradual e com saúde?

A recomendação dos fabricantes para quem deseja eliminar peso é substituir duas refeições principais (café da manhã, almoço, jantar) pelo shake. Fora as duas refeições substituídas, as demais devem ter sempre alimentos saudáveis. E isso realmente vai fazer com que emagreça? Na maioria das vezes sim, pois há uma grande restrição calórica, 1 copo de shake preparado com leite desnatado tem aproximadamente 200 calorias.

Mas e os nutrientes que necessitamos na refeição, estão presentes no shake?

Apesar dos fabricantes falarem que o shake é completo em macronutrientes (gordura, carboidrato e proteína) e micronutrientes (vitaminas e minerais), um estudo feito pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor mostrou que não é bem assim.

Na maioria das marcas foi verificada uma quantidade maior de proteína e carboidrato, e uma quantidade menor de gordura do que o recomendado. Além de um desequilíbrio nas taxas de vitaminas e minerais.

Vale ressaltar, que apesar do teste mostrar esse desequilíbrio, os shakes têm registro e são liberados pela ANVISA.

O seu consumo traz algum malefício à saúde?

Não existem estudos que avaliem algum malefício no consumo do shake, em longo prazo. Mas se nas refeições em que não se consome o shake, não escolher alimentos saudáveis, sua saúde pode ser prejudicada. Por exemplo, você pode desenvolver uma anemia.

Muito cuidado também com o reganho de peso. Dificilmente alguém consegue passar a vida tomando shake, mesmo que em substituição a uma refeição para manter o peso. E como não houve uma reeducação alimentar, uma mudança de hábitos, a chance de voltar a ganhar peso quando para de tomar o shake é muito grande.

Em minha opinião, a melhor maneira de eliminar peso é através de uma mudança de estilo de vida, com uma alimentação saudável, balanceada, e a prática regular de atividade física.

Mas se realmente decidir se render ao shake, é importante que consulte um nutricionista para que seja orientada corretamente em como incluir o shake no seu cardápio e como devem ser as demais refeições.


Comente

Últimas