Taumatina - adoçante natural, já ouviu falar?

A fruta é conhecida por ser a substância mais doce da natureza. E o melhor: sem calorias!

 

Taumatina

Foto: Reprodução/aironsaboresaude

Adoçante ou edulcorante, como também é conhecido, é a substância utilizada em substituição ao açúcar para adoçar bebidas e alimentos. Dentre os adoçantes naturais disponíveis no mercado, o que tem se destacado por conter mais benefícios que os demais é a taumatina.

Extraída de uma fruta originária do oeste africano, a taumatina (nome científico Thaumatococcus daniellii) tem o sabor doce em média 2.500 vezes maior que do próprio açúcar (sacarose), além de mascarar o sabor amargo e metálico de inúmeras substâncias, incluindo o de adoçantes artificiais.

A fruta foi documentada pela primeira vez em 1855, pelo cientista W. F. Daniell, no Pharmaceutical Journal, onde descreveu a fruta vermelha triangular e seu uso como poderoso adoçante e realçador de sabor e aroma em alimentos e bebidas locais.

Além de ser a substância mais doce da natureza, a Taumatina - que é uma proteína 100% natural - é totalmente segura para a saúde. Ela é metabolizada/digerida pelo corpo humano e pelos animais da mesma forma que qualquer outra proteína natural. Essa é uma das razões

pelas quais ela é considerada por autoridades regulatórias em todo o mundo como uma substância segura.

O uso desta doçura é totalmente liberado para quem tem restrições com o açúcar, como diabéticos e pessoas acima do peso. E com a crescente procura por alimentos mais saudáveis e naturais, a taumatina vem de encontro com esta idéia, já que permite eliminar o açúcar e reduzir calorias sem tirar o sabor, pois apresenta um agradável sabor doce, potencializa outros

edulcorantes, realça determinados sabores/aromas e mascara sabores indesejáveis.

Outras vantagens:

 - Pode ser consumida por todos, incluindo os diabéticos, fenilcetonúricos, gestantes, sem restrições a qualquer grupo populacional

- Permite eliminar o açúcar e reduzir calorias sem sacrificar o sabor

- Não amarga o paladar como os demais adoçantes naturais e sintéticos

Por Lívia Duarte

Comente

Últimas