Alimentação balanceada

3 dicas para emagrecer com saúde

3 dicas de como emagrecer com saúde

Com padrões de beleza cada vez mais irreais, emagrecer se tornou o ideal da grande maioria das mulheres. No entanto, não adianta nada viver de dietas com restrições absurdas se quando mal começa o regime, você já está boicotando o esquema ou contando os dias para ele terminar, não é mesmo? Então, esqueça o sofrimento e foque na sua saúde, pois sem dúvida alguma, é a melhor forma de manter o corpo em forma.

Agora, para as mulheres que vivem em um eterno regime alimentar, saibam que antes de mais nada é importante saber se você deve perder peso ou gordura. É, isso mesmo, para que o peso do corpo esteja dentro dos limites saudáveis é importante ter uma correta proporção entre o peso gordo (gordura corporal) e a massa magra. Ou seja, ao pensar em dieta, muitas pessoas focam apenas no número da balança, entretanto, segundo a nutricionista Flávia Ferazzo Figueirêdo, dietas com restrição total de algum alimento ou nutriente não são o melhor caminho para quem quer reduzir o percentual de gordura e emagrecer de forma saudável.

"O segredo está na correta distribuição de todos os nutrientes. Ao fornecer ao organismo todos os alimentos necessários, nas proporções adequadas - levando em conta o gasto energético e o objetivo do paciente - é possível perceber os resultados em um período curto. Claro, tudo isso aliado à prática de exercícios físicos", explica Flávia. Está eternamente brigando com a sua balança? Veja as dicas da nutricionista e saiba como potencializar a queima de gordura de maneira saudável:

Coma mais proteína - "Isso não significa entupir-se de bacon, mas sim de alimentos pouco calóricos, como: frango, peixe, carnes magras, ovos e outros alimentos ricos em proteínas", explica a especialista ressaltando que as proteínas são um poderoso mecanismo na queima de gordura, por razões bastante específicas: 1) consome mais energia do que ingerir carboidratos e gorduras; 2) estimula a produção do hormônio glucagon, substância que sinaliza ao organismo que é hora de levar gordura alimentar para a corrente sanguínea e utilizá-la como energia, em vez de apenas armazená-la; 3) ajuda a preservar e aumentar a massa magra, pois quanto maior a massa magra maior a queima calórica, mesmo em repouso; 4) mantêm os níveis de glicose no sangue; 5) reforça a ação da glândula tireoide, regulando o metabolismo; 6) reduz o apetite, proporcionando maior saciedade;

Legumes e verduras não devem ficar de fora do cardápio - Se eliminar estes componentes abrirá mão de nutrientes importantes como vitaminas, minerais e fibras. "Legumes e verduras ajudam a ter energia o dia todo; melhoram a digestão e funcionamento do trato gastrointestinal; proporcionam maior saciedade pela quantidade de fibras; e alguns alimentos desta classe são antioxidantes combatendo os radicais livres", completa.

Carboidratos devem ser consumidos com moderação - Carboidratos são alimentos que produzem energia. No entanto, nem todos os carboidratos são iguais. De acordo com a Flávia, os piores estão presentes em alimentos, em sua maior parte, de grãos excessivamente refinados, como: pão branco, arroz branco e massas. "Açúcares e doces são os grandes vilões. Estes carboidratos estimulam insulina, hormônio de armazenamento, onde sua tarefa é pegar o excesso de glicose dos carboidratos nutricionais e armazená-los nos tecidos adiposos como gordura", ressalta a nutricionista.

Por Paula Perdiz

Comente

Assuntos relacionados: saúde emagrecer dieta

Últimas