Andar de bicicleta faz bem ao paciente de Parkinson

O exercício atenua tremores e a rigidez muscular, sintomas comuns em portadores de Parkinson

Andar de bicicleta faz bem ao paciente de Parkinso

Andar de bicicleta pode ser um excelente exercício para pessoas com mal de Parkinson. Foi o que apontou um estudo recente nos Estados Unidos.

Por lá, os pesquisadores descobriram que as atividades físicas podem ser fundamentais a esses pacientes. Os resultados da pesquisa apontaram que andar de bicicleta é um hábito que promove grande oxigenação do cérebro, melhora a comunicação entre diferentes regiões cerebrais e atenua os sintomas dessa condição, que incluem tremores, lentidão de movimentos e rigidez muscular.

Além disso, quanto mais intensa for a atividade — ou seja, quanto mais rápida a pedalada — maior o benefício. Eles chegaram a essa conclusão após observar o efeito desse exercício em 26 pacientes com idade entre 30 e 75 anos que sofriam da doença de Parkinson.

A descoberta pode beneficiar milhares de pessoas com o problema, que provoca na pessoa tremores e dificuldades para caminhar, se movimentar e se coordenar. A doença se desenvolve mais frequentemente depois dos 50 anos tanto em homens quanto mulheres. Enquanto a cura não é descoberta, a medicina se mune de tratamentos clínicos que envolvem medicamentos, fisioterapias e dieta alimentar.


Por Natália Farah

Comente

Últimas