As metas diárias e o tempo para entrar em forma

As metas diárias e o tempo para entrar em forma

Se pensarmos que cada grama de gordura equivale a 9 kcal de energia (o nosso amigo do texto anterior terá que "queimar" 22.620 gramas de gordura) o total de calorias a perder seria de 203.571!

Vamos comparar com o que já disse antes, serão 203.571 calorias de gordura a perder. Se usássemos do revolucionário método de emagrecer sentado, iríamos ter um consumo de mais ou menos 2.000 calorias diárias, assim teríamos que ficar sentado (sem comer) por 101 dias! Não tente fazer isso! As conseqüências seriam desastrosas para o seu organismo!

Assim teremos que organizar uma maneira de gerar um déficit calórico em nosso dia-a-dia. Existem duas maneiras apenas: uma é organizar a nossa dieta e a outra é gastar mais calorias em nosso dia-a-dia sendo mais ativo e fazendo mais exercícios.

Bom então temos como gasto (lembra que eu mostrei que no repouso gastamos a maioria da energia da gordura, então podemos entender que as 2000 calorias do basal são advindas da gordura):

As metas diárias e o tempo para entrar em forma

A entrada de energia só tem uma via, a boca! Então, se comermos cerca de 2.186 calorias, estaríamos contribuindo para a manutenção do peso. Se comermos mais do que isso, estaremos ganhando peso, se comermos, menos estaremos perdendo energia acumulada (vulgo emagrecendo).

Você poderia questionar e se eu comesse essas 2.186 cal de proteína? Ou metade de proteína e metade de carboidrato? Ou só carboidrato? Isso seria uma forma de não acumular gordura?

Aliás, é nesse princípio em que se baseiam as dietas. O problema é que estamos pensando para a vida toda e não só para esse momento. Imagine que o nosso amigo emagreça o que tem que emagrecer em dois anos. Ele teria 42 com um corpão, e a medicina consegue mostrar que, além do corpão, ele terá mais saúde, ficará doente com menor freqüência, terá mais disposição para o dia-a-dia, além de mais anos em sua vida.

Ou seja, ele viverá com qualidade mais tempo, só isso para mim "está bom". Agora, se a pessoa prefere ter hipertensão, diabetes e quem, sabe, um derrame, assim vivendo as custas dos familiares é uma outra opção.

Um programa de acompanhamento

Detalhar uma dieta completa é extremamente complicado, os horários, a qualidade e a quantidade dos alimentos definem alguns itens importantes da dieta. Vamos fazer o seguinte: sabendo que a nossa meta é perder massa gorda isso vai gerar algumas conseqüências:

1) A perda de peso na balança (isso pode acontecer bem devagar pois você está fazendo um programa de exercícios físicos que pode contribuir para o aumento da massa magra);

2) A diminuição das circunferências do corpo (se você diminuiu cinco centímetros da circunferência abdominal não tenha dúvida que você emagreceu).

Então, podemos acompanhar a nossa evolução por essas conseqüências, ou seja, se o peso ou a circunferência estão diminuindo, estamos emagrecendo. Obviamente, precisamos organizar o que estamos comendo e aqui vai uma sugestão:

Primeiro, tente organizar os horários que você come. Sabe-se, hoje, que o maior número de refeições por dia estimula o organismo a não acumular energia (gordura). O ideal seria se você organizasse o esquema abaixo:

  • Café da manhã
  • Lanche da manhã
  • Almoço
  • Lanche da tarde
  • Jantar (mais cedo)
  • Lanche da noite
  • Feito isso, agora está na hora de organizarmos o tipo de comida que você está comendo nesses horários. Procure comer no:

    Café da manhã: frutas, leites, bolos, cereais, pão, queijos, iogurte.

    Lanche da manhã: gelatinas, picolé, uma ou duas bolachas de água e sal, um cafezinho magro, fruta (ou um, ou outro!).

    Almoço: um prato de salada e outro com a refeição principal (arroz, feijão, macarronada, legumes, carnes, aves, peixes, ovos...). Tente manter a proporção entre os dois pratos.

    Lanche da tarde: o mesmo da manhã.

    Jantar: se o jantar for mais cedo você pode repetir o almoço, caso você esteja indo jantar lá pelas 22:00h e não fez alguma atividade física antes, sugiro você comer mais saladas e carnes magras.

    Lanche da noite: se você jantou mais cedo, um chazinho com uma ou duas bolachinhas não irão deixar dormir com fome.

    Ufa! Agora nós vamos ver a quantidade de comida que você está comendo em cada refeição dessas. Veja que interessante, nós estamos criando um hábito saudável de você se alimentar para sempre, não estamos lhe oferecendo uma dieta, por isso demoraremos um pouco mais para acertar e começarmos a perder peso, mas de novo, o que vale esse mês ou dois meses perdidos frente a toda a vida que você vai ganhar pela frente?

    Agora que você está comendo nesses horários que lhe falei e ainda continua sem perder peso, teremos que diminuir a quantidade de alimentos em cada refeição. Ponha no seu prato um pouco a menos do que ontem e mantenha essa nova quantidade. Se nada disso adiantou, leve todas essas anotações a um médico para que ele possa entender o que está acontecendo com seu organismo.

    Comente

    Últimas