Atchiiiiiimmmm! Como se prevenir da gripe?

Atchiiiiiimmmm Como se prevenir da gripe

Muitas pessoas ficam gripadas no inverno, correto? Mas para que isso não ocorra e outras doenças não se manifestem, o melhor é prevenir-se.

Atualmente, a vacina contra a gripe é o método mais eficaz no combate ao vírus Influenza. Isso porque a fim de garantir a imunidade, ela tem a composição modificada todos os anos, haja vista que o vírus é mutante e pode se tornar resistente.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 18 milhões de brasileiros são infectados anualmente. Destes, 22 mil morrem em conseqüência de doenças mais graves, que se manifestam após a gripe mal curada.

Por isso, a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia

Cérvico-Facial (ABORL-CCF) recomenda que as pessoas tomem a vacina antes do inverno, já que a imunidade ocorre oito semanas após a aplicação. "A vacinação deve acontecer entre os meses de março e abril, pois assim o corpo vai estar imune no período em que o vírus mais atinge a população, entre o fim do outono e início do inverno", alerta a otorrinolaringologista Francine Pádua.

A gripe é considerada um problema de saúde pública. O clima típico de inverno, com temperaturas mais baixas e alta umidade do ar, é propício para a instauração da doença, que, se não for tratada corretamente, pode provocar pneumonia, rinosinusites, infecções no ouvido (otites), inflamação nos brônquios (bronquite) e inflamações da laringe (laringite).

Este foi o caso da aposentada Claudete Lopes, 66 anos, que teve pneumonia por causa de uma gripe mal curada. "Tudo começou com algumas tosses e febres. Quando me dei conta, já estava no hospital com pneumonia. Depois que eu passei a tomar a vacina contra gripe, não tive mais problema com a doença", festeja.

Segundo a médica Fancine Pádua, as crianças são as que mais sofrem com o vírus, já que o organismo infantil tem dificuldade maior em combatê-lo. "Enquanto nos adultos o quadro infeccioso dura de cinco a sete dias, nas crianças a infecção tende a ser mais prolongada e de maior intensidade."

Para a terceira idade, o Governo Federal oferece vacinação gratuita. Porém, muitos idosos não comparecem aos postos de saúde por considerarem a medicação ineficaz. "A vacina não imuniza 100%, mas diminui as chances de contrair o vírus e faz com que o quadro infeccioso seja mais brando e de menor duração. Como nos idosos as complicações das infecções virais

respiratórias tendem a ser mais freqüentes e graves, a prevenção é importante", prossegue a especialista.

A vacina não é indicada para quem já apresentou reação alérgica à sua fórmula, portadores de doenças neurológicas - os quais precisam de liberação médica -, pacientes febris e crianças com infecções virais. Quanto à sua eficácia, Francine garante que, uma vez imunizada, a pessoa dificilmente contrai gripe. "Quando isso ocorre, é porque o paciente teve contato com o vírus pouco antes ou logo depois de ter tomado a vacina, que leva de quatro a oito semanas para fazer efeito", afirma.

Além disso, o grau de proteção varia de 70% a 90%, de acordo com a resposta imunológica do paciente. A cada dez vacinados, de sete a nove não terão gripe, e de um a três podem apresentar a infecção, mas com sintomas brandos.

Cuidados

Na estação mais fria do ano, o contato com o vírus Influenza aumenta, sobretudo em razão da aglomeração de pessoas em ambientes fechados. Não é à toa que justamente nessa época são registrados mais casos dessas infecções respiratórias. "É importante evitar o contato próximo a pessoas infectadas", ressalta Francine.

Agasalhar-se nos dias frios e evitar tomar chuva também pode ajudar na prevenção contra a gripe. Isso porque o choque térmico baixa a resistência imunológica, tornando a pessoa mais suscetível a infecções.

Boas condições de saúde são fundamentais para afastar os males. "Uma alimentação equilibrada, horas regulares de sono, atividades físicas, não fumar e não consumir bebida alcoólica, no mínimo, reduzem as repercussões de doenças, por melhorarem as defesas do organismo."Se estiver com boa saúde, a pessoa pode até não desenvolver gripe ou resfriado, mesmo que tenha contato com os vírus", explica a otorrinolaringologista.

Uma vez infectada, porém, os médicos recomendam que a pessoa utilize lenços de papel descartáveis para assoar o nariz e tossir. A lavagem das mãos tem papel importante para evitar a transmissão de qualquer agente infeccioso.

Especialmente no caso de gripe, os especialistas aconselham o paciente a procurar orientação médica se não houver alívio dos sintomas a partir do quarto dia de infecção. "Isso é importante para evitar outras complicações respiratórias", conclui Francine.

Comente

Últimas