Café alivia efeitos do Parkinson

Pesquisa constatou que 2 xícaras de café podem suavizar tremores e outros sintomas da doença

Café alivia efeitos do Parkinson

O café, que já foi considerado um dos vilões a pacientes com Mal de Parkinson, agora pode ser o alívio aos portadores da doença. Uma pesquisa recente canadense constatou que duas xícaras diárias da iguaria podem aliviar os tremores e outros sintomas causados pela doença.

O pesquisador Ronald Postuma, da Universidade McGill, de Montreal, no Canadá, acompanhou 61 pessoas com a doença e a dividiu em dois grupos. Um deles, recebeu comprimidos de cafeína durante seis semanas, o equivalente a três xícaras de café por dia. O outro recebeu um placebo pelo mesmo período.

Segundo a pesquisa, os problemas motores associados à doença são causados pela falta de dopamina devido à destruição das células de produção de dopamina no cérebro.

Nesse estudo, apenas o grupo com cafeína mostrou ter avanço significativo nos testes de problemas motores, com diminuição da intensidade dos tremores e aumento da mobilidade geral.

Os participantes que lançaram mão da cafeína apresentaram, em média, uma melhora de cinco pontos nos índices de severidade da patologia e de três pontos na velocidade do movimento e quantidade de rigidez. No entanto, não houve benefícios relacionados ao cansaço durante o dia. Como a duração do estudo foi curta, não se sabe se os efeitos da cafeína podem diminuir ao longo do tempo.

Vale lembrar que o Parkinson é uma doença neurológica que afeta os movimentos de uma pessoa. Causa tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular, desequilíbrio além de alterações na fala e na escrita.

A doença afeta, em geral, pessoas mais idosas com os primeiros sintomas a partir dos 50 anos de idade. Estima-se que pelo menos 1% das pessoas com mais de 65 anos têm o problema, informa a Associação Brasil Parkinson.

Natália Farah


Comente

Assuntos relacionados: saúde doenças café mal de parkinson

Últimas