Cidade provoca problemas de audição

Problemas auditivos como tratar

A Organização Mundial da Saúde estabelece um limite de 55 decibéis como um som confortável, mas, na capital paulistana, por exemplo, isto é quase impossível de se desfrutar. Academia, pistas de dança, buzinas, aviões pousando e decolando, obras e diversos outros lugares e atividades colocam São Paulo entre as metrópoles mais ruidosas do mundo. Esses ruídos podem gerar perda auditiva, e a solução para esse problema pode estar nos aparelhos auditivos.

Katya Freire, fonoaudióloga e consultora da fabricante de aparelhos auditivos GN ReSound explica que "os níveis de pressão sonora elevados prejudicam a audição. Isso estará diretamente relacionado com o tempo de exposição ao ruído que a pessoa está sem proteção auditiva e o nível de pressão sonora do ambiente que ela está exposta".

Um dos lugares que geralmente possui som extremamente alto, de acordo com a profissional, são as academias. "Realmente, o som de algumas academias são extremamente altos. Sem sabermos

o nível de pressão sonora que ocorre no ambiente da academia não dá para sabermos se está sendo prejudicial ou não às pessoas que frequentam o ambiente", completa Katya Freire.

A dica da fonoaudióloga é primeiramente procurar um otorrinolaringologista aos primeiros sinais de problemas auditivos. Ele poderá diagnosticar o que está acontecendo. De acordo com o diagnóstico o médico poderá prescrever uso de tampão, de cirurgia ou de aparelhos auditivos.

"Os aparelhos auditivos evoluíram de maneira significativa, tanto em tecnologia quanto em design, e hoje podem ser encarados como um acessório, assim como os óculos", acrescenta a consultora da GN ReSound.

Muitas vezes, as pessoas por falta de conhecimento da tecnologia disponível no mercado e preconceito acabam tendo uma qualidade de vida insatisfatória, o que poderia ser revertido se, ao menos procurassem ajuda, consultando um médico otorrinolaringologista e uma fonoaudióloga, a fim de verificar qual seria o melhor aparelho auditivo para o seu caso.

Será que você está perdendo a sua audição? Sete perguntas ajudam a responder a questão:

A perda da audição pode ocorrer gradualmente e muitas vezes o atingido só se dá conta do problema através da reação de outras pessoas do seu círculo de convivência.

Ela pode estar relacionada à idade, mas também pode ser causada por outros fatores como a exposição prolongada a ruídos muito intensos, a utilização de determinados medicamentos, antecedentes familiares e outros.

As perguntas abaixo podem ajudar a analisar se a audição da pessoa precisa ser verificada:

1- Você costuma pedir para que as pessoas repitam o que acabaram de dizer?

2- Você prefere o volume da TV ou do rádio mais alto do que os demais?

3- As pessoas parecem estar murmurando quando falam com você?

4- Você tem zumbido nos ouvidos?

5- Você responde coisas diferentes das que foram perguntadas?

6- Você sente dificuldades durante conversas ao telefone?

7- Você escuta o que as pessoas falam, mas não entende?

Se a resposta for afirmativa para uma ou mais das perguntas acima é recomendável procurar um médico otorrinolaringologista para fazer uma avaliação mais detalhada, pois, provavelmente, há uma perda auditiva. Existem diferentes tipos de perda auditiva e diversos tratamentos para a mesma, podendo passar por cirurgia, medicamentos ou uso de aparelhos auditivos.

Comente

Últimas