Colesterol alto na juventude

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
colesterol alto na juventude

Um estudo publicado em fevereiro pela Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para a falta de tratamento para pessoas com altos níveis de colesterol. Neste sentido, os médicos são unânimes ao afirmar que os jovens com hábitos saudáveis estão prevenidos. Os médicos afirmam que desde cedo devemos controlar taxas de colesterola fim de evitar doenças cardiovasculares no futuro.

Atualmente discute-se muito a questão da alimentação saudável. Crianças e jovens tem hoje hábitos alimentares que não são saudáveis, criados a partir de fast food e muitas gorduras, além dos "antes", ou seja, conservantes, corantes, estabilizantes etc. Uma pesquisa recentemente publicada no jornal da American Heart Association revelou que grande parte da população dos Estados Unidos desconhece que os fatores de risco de infarto e derrame (AVC) podem surgir ainda na juventude e até na infância.

A biomédica Clélia Machado, do Centro de Diagnóstico Brasil (CDB), afirma que mesmo quem apresenta taxa de colesterol total menor de 200 e de triglicérides consideradas normais, não está livre de complicações futuras. Se o paciente tem hipertensão arterial, diabetes, histórico familiar e doenças ateroscleróticas ou se é fumante, as chances de ter problemas com colesterol são maiores.

"A partir dos 20 anos de idade, é importante procurar um médico de confiança e realizar as dosagens de colesterol e triglicérides periodicamente. Diante de qualquer alteração, é necessário repetir a análise mais frequentemente e buscar orientação médica para iniciar um tratamento apropriado," diz Clélia.

Alimentos ricos em colesterol como carnes gordas, leite integral, queijos amarelos, bacon, manteiga e banha são exemplos que em excesso podem elevar os níveis de colesterol. Já o abuso do álcool e o consumo de carboidratos e açúcar em grandes quantidades podem fazer os níveis de triglicérides subir.

Para manter a saúde em dia é interessante optar por alimentos com menos gordura, evitar frituras, preferir leites e queijos desnatados e sem gordura, praticar exercícios e incluir muitas frutas e vegetais frescos em seu cardápio diário.

Por Catharina Apolinário

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas