Comer por impulso

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Comer por impulso

Estatísticas divulgadas recentemente pelo IBGE mostra que a maioria dos brasileiros abusam do sal, açúcar e gordura. Uma das causas desse exagero tem nome: comer por impulso.

Para o Sidney Chioro, neuropsiquiatra especialista em emagrecimento, esse é um fator que controla e induz o cérebro a comer cada vez mais, trocando a fome pelo impulso. "É simples: ao estar com um saco de salgadinhos nas mãos, dificilmente você comerá um só ou a quantidade suficiente para sua saciedade, vai comê-lo até o final", explica."Se não houver a retirada do impulso de comer, certamente a ingestão de alimento ocorrerá em maior quantidade, favorecendo engordar e os problemas cardiovasculares, reforça."

Mas como sentar em uma mesa de bar e resistir as batatas fritas ou amendoins? Ou então se deparar com um pacote de bolachas e comer somente uma? Algumas pessoas precisam mesmo da ajuda de um médico. O especialista conta que é necessário separar as necessidades psíquicas (emoções) das necessidades orgânicas (fome) para eliminar o impulso que junto com a retenção intestinal são as principais causas do aumento excessivo de peso.

No dia a dia, vale fazer uso de algumas dicas para comer de acordo com a sua fome e não com os impulsos:

- Escolha os integrais: por terem fibras eles dão a sensação de que você está satisfeita e não precisa mais comer

- Hora certa para comer: comer em horários regrados ajuda a estabilizar os níveis dos hormônios, o que evita picos de fome

- Coma devagar: leva um tempo até o cérebro perceber que você está cheia. Comer lentamente ajuda e você fica satisfeita comendo menos

- Na hora do impulso prefira alimentos de baixa caloria ou que são mais trabalhosos de comer. Por exemplo, coma uma mexerica, quando além de descascá-la, você tirará todos os fios do seu gomo.

Por Larissa Alvarez

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas