Como ajudar alguém em crise epilética?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

As crises, em média, duram entre 2 a 3 minutos

Como ajudar alguém em crise epilética

Manter a calma é a primeira ação que você deve ter para ajudar alguém que esteja em crise convulsiva, resultante da epilepsia, doença do sistema nervoso que atinge cerca de 60 milhões de pessoas no mundo.

Em geral, não são causadas por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. As crises duram, em média, entre 2 a 3 minutos, mas em caso prolongado ou de você não conhecer a pessoa é fundamental chamar imediatamente uma ambulância, pelo número 192.

Até a chegada dos profissionais, sugerem-se alguns procedimentos de primeiros-socorros para deixar o paciente o mais confortável possível e garantir que ele não se machuque.

Veja outras dicas:

- Afrouxe as roupas como gravatas e botões apertados;

- Coloque um apoio em baixo da cabeça (travesseiro ou casaco dobrado) para prevenir que o indivíduo bata a cabeça no chão e cause algum traumatismo e deixe o episódio passar;

- Coloque a vítima de lado, na posição de segurança, para respirar melhor e não sufocar caso vomite;

- Fique ao lado até que sua respiração volte ao normal e ele se levante;

- Mulheres grávidas e diabéticos merecem atenção especial;

- Leve-o para casa, caso ele não se sinta seguro onde se encontra, porque algumas pessoas ficam confusas após uma crise;

- Não é necessário agarrá-lo na tentativa de mantê-lo quieto ou prender a língua com qualquer objeto, uma vez que não existe perigo de o epilético ficar asfixiado.


Por Natália Farah

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas