Cuidado com o excesso de sal no verão

Um dos motivos é a retenção de líquido e inchaço causados pelo sódio contido no sal

Cuidado com o excesso de sal no verão

O verão propicia momentos de descontração e refeições mais leves. Você come uma salada e põe sal. Pede uma porção de fritas e mais sal. Cuidado com a hipertensão!

Um dos motivos é a simples razão da retenção de líquido e inchaço causados pelo sódio contido no sal. E no calor a situação complica ainda mais, pois os vasos ficam dilatados, dificultando o retorno do sangue principalmente dos membros inferiores.

Estudos já comprovaram que o brasileiro consome o dobro da recomendação diária de sal, que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) não deve ultrapassar cinco gramas diárias.

Mas é preciso ficar atento, porque nessa quantidade estão incluídos não apenas o sal de cozinha, mas todo e qualquer alimento que contenha sódio, principalmente os produtos industrializados. Você sabia que até uma inocente água com gás contém sódio?

O sal é composto, principalmente, por sódio, que, em excesso, tem efeito cumulativo, principalmente em relação às mulheres. O excesso de sal pode causar desde hipertensão, até acidente vascular cerebral (AVC), doenças cardiovasculares e doenças renais.

Ninguém precisa passar vontade e comer alimentos insossos. Duas pitadas a menos de sal, por dia, já reduzem em até 13% o risco cardíaco, de acordo com uma recente pesquisa canadense.

Para quem quiser substituir, anote a receitinha de ervas abaixo, que pode muito bem substituir o sal dos alimentos.

Ingredientes:

• 10g de alecrim (ação antioxidante e cicatrizante)

• 25g de manjericão (combate a fadiga, indigestão, melhora a concentração)

• 15g de orégano (tem poder antioxidante e propriedades anti-inflamatórias)

• 10g de salsinha (ação diurética, melhora a circulação sanguínea)

• 100g de sal marinho

Preparo:

Bater os ingredientes no liquidificador. Guardar em pote de vidro bem fechado. Usar no lugar do sal comum.

Natália Farah


Comente

Últimas