Dia Internacional de Atenção à Gagueira

Dia Internacional de Atenção à Gagueira

Para muitos, é somente um motivo de piada. Mas para quem vive o problema não tem graça nenhuma. Por isso, hoje é comemorado o Dia Internacional de Atenção à Gagueira, distúrbio na influência da fala que pode ser originado de duas formas: herança genética e/ou por lesão cerebral.

No Brasil, uma campanha com o tema "Intervenção Precoce" será realizada simultaneamente. O objetivo é mostrar que, se tratada no momento em que uma criança logo começa a gaguejar, as chances de recuperação total são imensas.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Fluência (IBF), a grande maioria dos casos de gagueira começa mesmo na infância. Muita gente acredita que o distúrbio resolve-se por si só. Não se deve, no entanto, deixar o tempo passar sem tomar qualquer atitude. Na verdade, a criança não gagueja para chamar a atenção, mas porque provavelmente apresenta um mau funcionamento de áreas do cérebro relacionadas à temporalização da fala.

Ainda segundo o IBF, em boa parte dos casos, a gagueira regride espontaneamente em até um ano após o início dos primeiros sintomas. Mas, para algumas crianças, a tendência é que o problema persista indefinidamente. Por isso, é fortemente recomendado que os pais procurem um fonoaudiólogo especializado em gagueira assim que o distúrbio surgir.

A Fonoaudiologia e algumas especialidades médicas dispõem de técnicas e procedimentos específicos para tratar a gagueira, inclusive em adultos. O instituto informa que até o momento não existe cura total para a gagueira, mas os tratamentos disponíveis promovem uma diminuição significativa do distúrbio. Em média, os tratamentos duram de seis meses (casos mais leves) até dois anos (casos mais graves).

Comente

Últimas