Dicas básicas para se livrar da bronquite

Dicas básicas para se livrar da bronquite

Quem tem bronquite sabe o quanto é difícil respirar e manter uma vida normal em períodos de crise. A doença que deixa os brônquios inflamados dificulta a passagem de ar para os pulmões e respirar torna-se bem complicado. No inverno, os dias secos propiciam problemas respiratórios atrapalhando ainda mais quem já sofre normalmente.

A bronquite crônica é um tipo de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e além das condições climáticas, fatores como alergias, poluição do ar, infecções e a fumaça do cigarro agravam os sintomas de tosse, expectoração, o chiado no peito, a dificuldade de respirar, falta de apetite e cansaço.

A maioria dos casos de bronquite aguda é causada por uma infecção viral e somem em poucas semanas, e apenas cerca de 10% dos casos de bronquites originam-se de infecção bacteriana.

O acompanhamento médico e uso de tratamento medicamentoso são necessários no controle da doença. No entanto, se aliados ao uso de vacinas contra a gripe, uma boa higiene e alimentação equilibrada reduzem bastante o incômodo instalado durante uma crise.

Dicas básicas para se livrar da infecção dos brônquios.

Deixe o ambiente úmido

Acredite ou não, tossir faz bem. É o jeito que seu corpo encontrou para eliminar a infecção que causa a bronquite. Então, em vez de sufocar a tosse com um remédio supressor sem receita, ajude-a ao usar um umidificador de ar quente ou frio (lembre-se de usar e limpar o umidificador de acordo com as instruções do fabricante). A umidade acrescentada vai ajudar a expelir o catarro. Ficar em um chuveiro com muito vapor mantendo a porta do banheiro fechada ou deixar uma panela de água fervente no fogão também pode ajudar a soltar o catarro.

Beba muito líquido

Ingerir uma quantidade extra de líquidos ajuda a manter o catarro mais fluido e, conseqüentemente, mais fácil de ser expelido. O tipo de líquido que você bebe não é tão importante, apesar de chá, sopa e outros líquidos quentes trazerem uma sensação melhor do que os frios. Líquidos quentes também aliviam a irritação da garganta, que ocorre devido à tosse.

Olho vivo nas complicações

Fique de olho nos sinais que indicam a hora de consultar o seu médico. Entre eles incluem febre alta persistente (diferente daquela característica da bronquite), forte falta de ar, crises de tosse prolongada ou tosse que dura mais de quatro a seis semanas, dor aguda no peito, dor por trás dos olhos, ou dor de ouvido. Confira se há sangue no seu catarro ou se há mudanças drásticas na cor e consistência desse catarro e informe o seu médico sobre isso. Além disso, informe se você tiver crises frequentes de bronquite, já que isso pode significar um problema respiratório mais sério que precisa de tratamento médico.

Descanse

Pode ser difícil ficar parado muito tempo, mas ficar andando por aí com bronquite só vai fazer com que você se sinta pior e irá diminuir a habilidade do seu corpo em lutar contra a infecção, portanto, vai ter que pegar leve.

Natália Farah


Comente

Últimas