Dieta de grávida

Veja os nutrientes que não podem faltar no cardápio de quem espera um bebê

Dieta de grávida   Conheça os nutrientes que não p

Para as grávidas de primeira viagem que já respiram aliviadas porque, pela primeira vez na vida, podem desfilar a barriguinha saliente com todo orgulho do mundo, nada de exagerar na empolgação e relaxar nos cuidados com o corpo. Afinal, essa história de ‘agora eu tenho que comer por dois’ é pura balela. Uma gestante saudável não deve engordar mais do que 10, no máximo 12 quilos. Segundo Magda Maria Britto dos Santos, supervisora de nutrição do Hospital e Maternidade Santa Joana, adquirir peso é natural durante a gestação, porém exige um controle para não passar da medida. "O ideal é não abusar no consumo dos alimentos, mantendo a hidratação e a saciedade para preservar o peso adequado. Recomendo o consumo de pequenas porções para que a grávida possa provar todas as delícias sem passar vontade", diz Magda.

A alimentação é um dos fatores mais delicados durante essa fase, pois muitas dúvidas sobre o que, quanto ou quando comer aparecem. Segundo a nutricionista Flávia Morais, no período gestacional a alimentação tem que ser variada e adequada às necessidades da gestante para fornecer todos os nutrientes necessários para a saúde da mãe e do bebê. Ela ainda explica que durante a gestação a mulher passa por um processo intenso de transformação psicológica e fisiológica, um verdadeiro turbilhão de emoções e hormônios, sem contar que a responsabilidade passa a ser dobrada e os atos são mais pensados, pois a partir daí tudo que acontecer com ela afetará de forma positiva ou negativa a vida do bebê. "As alterações hormonais são as responsáveis pelas transformações do corpo da mulher, fazendo com que o metabolismo trabalhe com maior intensidade. Por este motivo, é de extrema importância que as futuras mães reponham as energias calóricas e os nutrientes para evitar problemas", recomenda Flávia lembrando que outro benefício de manter uma alimentação balanceada e regrada é o aumento de energia e disposição, essenciais no dia-a-dia e ainda mais necessárias nessa fase.

Alimentos cheios de gorduras, com muito açúcar e sem nutrientes podem atrapalham o metabolismo, além da saúde física e mental. De acordo com a nutricionista, no período de gestação é importante que a mulher evite ou utilize com cautela alguns alimentos. "O sal, por exemplo, deve ser usado com moderação, pois em excesso retém líquidos que causam edemas e hipertensão arterial. Abusar do café, refrigerantes à base de cola, guaraná e chás mate e preto também não é recomendável, pois contêm muita cafeína que podem causar taquicardia e picos hipertensivos", ensina Flávia.

A nutricionista Magda explica também que o período de gravidez exige atenção para quatro nutrientes em particular: ácido fólico, ferro, cálcio e fibras. Assim, uma forma de administrar melhor a escolha dos pratos é focar em alimentos que concentre esses nutrientes. "A gestante deve sempre considerar o consumo desses itens para garantir uma gestação segura e tranquila, mantendo os hábitos alimentares mais saudáveis também durante as festividades", completa.

Não sabe muito bem onde encontrar os nutrientes apontados? Não tem problema, a nutricionista lista quais as principais fontes dos nutrientes que não podem ficar de fora do seu prato.

Dieta de grávida   Conheça os nutrientes que não p

Por Paula Perdiz

Comente

Últimas