Diferentes sintomas da Esquizofrenia

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Geralmente o transtorno se desenvolve lentamente durante meses ou anos

Diferentes sintomas da Esquizofrenia

A esquizofrenia afeta cerca de 1% das pessoas em todo o mundo. Ela ocorre igualmente em homens e mulheres, mas nas mulheres a esquizofrenia tende a começar mais tarde e ser mais branda. Embora a esquizofrenia geralmente comece no início da fase adulta, existem casos em que o transtorno começa mais tarde (depois dos 45 anos).

Nos casos de esquizofrenia, o paciente divide-se entre o real e o imaginário. É uma doença extremamente complexa, e as causas continuam um mistério para a ciência. Há evidências de que seria decorrente de uma combinação de fatores biológicos, genéticos e ambientais que contribuiriam em diferentes graus para o aparecimento e desenvolvimento da doença.

Alguns pesquisadores acreditam ainda que os eventos ambientais podem desencadear a esquizofrenia nas pessoas que geneticamente já apresentam risco de ter a doença. Tanto que se sabe que filhos de indivíduos esquizofrênicos têm uma chance de aproximadamente 10% de desenvolver a doença, enquanto na população geral o risco de desenvolver a doença é de aproximadamente 1%.

Sintomas

A esquizofrenia pode apresentar uma grande variedade de sintomas. Geralmente, o transtorno se desenvolve lentamente durante meses ou anos. No início, a pessoa pode ficar tensa, ter problemas para dormir e de concentração, preferir a solidão e ter problemas para fazer novas amizades ou manter as anteriores.

Os sintomas psicóticos são perceptíveis quando o esquizofrênico não demonstra nenhuma emoção, tem um comportamento esquisito e diferente do ambiente em que se encontra, começa a ter pensamentos falsos e acreditar em situações que não correspondem à realidade, passam a ver, ouvir ou sentir coisas que não existem.

Os tipos paranoides geralmente sentem ansiedade, ficam furiosos ou briguentos com mais frequência e acreditam falsamente que pessoas estão tentando fazer mal a eles ou a seus entes queridos.

Os desorganizados apresentam dificuldade para raciocinar e expressar suas ideias claramente, geralmente apresentam comportamento infantil e com frequência demonstram pouca emoção.

Os tipos catatônicos podem estar em um estado constante de agitação, não se mexer ou apresentar níveis de atividade baixos. Os músculos e a postura podem ser rígidos. Eles podem fazer caretas ou apresentar outras expressões faciais estranhas e podem reagir menos a outras pessoas.

Os indiferenciados podem apresentar sintomas de mais de um tipo de esquizofrenia. E os tipos residuais apresentam alguns sintomas, mas não tanto quanto as pessoas que estão em um episódio completo de esquizofrenia.

As pessoas com qualquer tipo de esquizofrenia podem ter dificuldade de manter suas amizades e de trabalhar. Elas também podem apresentar problemas relacionados à ansiedade, depressão e pensamentos ou comportamentos suicidas.

Se você observar em seu filho, parente ou conhecido alguns desses sintomas apresentados acima ou um comportamento diferente da normalidade, procure ajuda médica. Só os profissionais de saúde e especialistas vão fazer o diagnóstico correto e indicar as melhores soluções para uma vida saudável do paciente da família.

Natália Farah


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas