Diga adeus ao intestino preso

Para isso, basta adicionar mais fibras no cardápio

Diga adeus ao intestino preso

Pessoas que sofrem com a constipação intestinal, mais conhecida como intestino preso, devem incluir mais fibras e líquidos no cardápio. Uma dieta mais laxativa vai regularizar o trânsito intestinal e corrigir erros alimentares.

É simples e nada radical! Os que não apresentam sintomas mais graves precisam apenas aumentar a ingestão de fibras, água, alimentos funcionais e exercícios físicos. Para os adultos, recomenda-se o consumo diário de cerca de 30 gramas de fibras e para as crianças 5g.

Quem tem dúvidas de onde encontrar as fibras, aqui vai uma lista: farelo de trigo, couve, fava, brócolis, pepino, pimentão e maçã, cereais, grãos integrais, mostarda e beterraba, verduras, morango, berinjela, pêra e rabanete. Já as fibras solúveis estão nos amidos (aveia e feijão) e pectinas (abóbora, frutas cítricas, feijão verde, leguminosas secas, cenoura e batata).

Normalmente, as mulheres são as mais atingidas (60%). Entre as principais causas estão dieta inadequada com baixa ingestão de fibras; uso excessivo de proteínas e alimentos industrializados; baixa ingestão de líquidos; inibição da defecação; falta de exercício físico; distúrbios psicológicos e uso abusivo de laxantes.

O cirurgião geral e proctologista, Juliano Fernandes da Costa, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André, diz que qualquer alteração do hábito intestinal merece atenção de um profissional, como sintomas associados como perda de peso, dor abdominal acentuada ou sangramento podem indicar doenças associadas. "É importante lembrar que doenças sistêmicas podem estar associadas a obstipação como diabetes ou doenças da tireóide", explica o especialista.

Natália Farah


Comente

Assuntos relacionados: saúde doenças fibras intestino preso

Últimas