Especialidades médicas relatam diversos males causados pelo cigarro

Especialidades médicas relatam diversos males caus

A Medicina tem motivo suficiente para eleger o cigarro como inimigo número um da Saúde. Antes de se tornar fatal, os fumantes podem sofrer uma série de problemas. Entre eles estão os destacados pelas novas imagens de advertência nas embalagens, como câncer, impotência sexual, doenças vasculares. Há ainda menos conhecidos como dores na coluna, infertilidade, problemas na pele e nos dentes. Cada especialista tem um mal a relatar. Veja abaixo:

Dor nas costas - O fumo é um dos principais fatores de risco para desencadear as dores na coluna. "Os fumantes inalam substâncias tóxicas que prejudicam a circulação sanguínea do disco intervertebral", afirma o reumatologista José Goldenberg, autor do livro "Coluna Ponto e Vírgula", pela Editora Atheneu.

Infertilidade - A liberação de substâncias tóxicas pelo cigarro no organismo prejudicam a produção de óvulos e espermatozóides.

"Nos homens, o cigarro reduz a concentração de espermatozóides, diminui a movimentação e provoca alterações na sua estrutura, que podem favorecer ao aborto por induzir a mal-formações fetais", afirma o ginecologista e diretor do Huntington Centro de Medicina Reprodutiva, em São Paulo, Eduardo Motta. Já nas mulheres, o cigarro diminui o fluxo de sangue para os ovários, prejudicando a qualidade do óvulo, e podendo causar até menopausa antecipada.

Coração - Aproximadamente 25% dos casos de infarto devem-se exclusivamente ao cigarro. Segundo o cardiologista Edmar Santos, diretor médico da Cooperativa Moema de Saúde, o cigarro facilita a formação de coágulos, o que pode provocar o ataque cardíaco. "A nicotina aumenta a freqüência cardíaca e a pressão arterial, além de facilitar a coagulação. Dependendo do local onde se formar este coágulo, o fumante pode ter um infarto, um derrame ou apresentar outros tipos de problemas", explica.

Pele - O cigarro prejudica a micro-circulação dos sistemas periféricos, ou seja, diminui o oxigênio para a pele, fazendo com que ela perca o viço, o tônus, e reduzindo a renovação celular. Segundo a dermatologista Ana Lúcia Recio, de São Paulo, o grande perigo está na realização de uma cirurgia plástica. "Pode dar necrose por causa da deficiência nessa rede vascular. Nos Estados Unidos, os médicos não operam fumantes", disse.

Dentes - Para a saúde bucal, o cigarro também é inimigo número um. Ele pode causar desde simples manchas nos dentes até câncer labial. "A nicotina influencia na pigmentação dos dentes, deixando-os amarelados. Além disso, qualquer tipo de fumo, entre eles cigarro, charuto e cachimbo podem causar um tipo de câncer que se concentra nos lábios", explica o dentista Osvaldo Sérvulo da Cunha, da Clínica Comsorriso.

Nova campanha

O Ministério da Saúde apresentou recentemente as novas imagens de advertência que serão impressas nas embalagens de cigarro, com base em uma resolução da Anvisa. O objetivo da medida é reduzir o consumo de tabaco, responsável por 200 mil mortes por ano no Brasil.

Comente

Últimas