Exames ginecológicos preventivos para mulheres

Entenda qual a importância de fazê-los regularmente

Exames ginecológicos preventivos para mulheres

As mulheres normalmente se preocupam mais com a saúde do que os homens. E por estarem cada vez mais independentes e antenadas, volta e meia fazem um bom check up para saber se está tudo em ordem. E na lista de exames entram os ginecológicos.

Entre os mais importantes estão a ultrassonografia pélvica transvaginal, o papanicolau e a mamografia bilateral (para as pacientes de no mínimo 40 anos de idade). Conforme enumera o Dr.Leopoldo Vieira, ginecologista, obstetra e mastologista do Hospital San Paolo, avaliação física realizada pelo profissional anualmente, autoexame das mamas mensalmente e exames clinico laboratoriais direcionados de acordo com idade também não podem ser esquecidos.

Essas medidas evitam o surgimento de doenças ginecológicas benignas e malignas. "A primeira visita da mulher ao ginecologista deve acontecer a partir do ano em que se tem o inicio dos ciclos menstruais, desde que não existam problemas antes disso. As visitas devem ser anuais", explica o especialista.

Dr. Leopoldo diz que a ultrassonografia pélvica transvaginal deve ser feita a critério do ginecologista que acompanha a paciente, de preferência anualmente ou a cada dois anos, principalmente para as que utilizam anticoncepcionais. Ele serve para detectar doenças anatômicas, como cistos ovarianos, miomas uterino, abcessos tubários etc.

O papanicolau é outro exame de grande importância, pois previne o câncer de colo de útero. "Não existe idade para o primeiro exame. A mulher deve procurar um médico assim que iniciar sua vida sexual", esclarece o médico. O exame é rápido, não causa nenhum dano à paciente e deve ser feito todos os anos.

Outro exame citado pelo Dr. Leopoldo é a mamografia bilateral. Ele geralmente é feito depois que a paciente completa 40 anos, mas pode ser solicitado antes pelo médico, caso haja alto risco para a paciente contrair doenças graves, como o câncer de mama. "Assim como o papanicolau, este exame deve ser feito anualmente", afirma.

E por falar em mamas, o ginecologista tranquiliza as mulheres que sentem dores na região durante o período menstrual. "É normal. A mama é um dos órgãos femininos que mais sente a variação hormonal cíclica que a mulher sofre mensalmente". Mas alerta: "A dor se torna um problema quando causa incapacidade e sofrimento na paciente."

Dr. Leopoldo enumerou as doenças que mais atingem as mulheres. Fique atenta:!

Ginecológicas benignas: corrimentos genitais, doenças sexualmente transmissíveis, distúrbios da menstruação, infecções do trato urinário, incontinência urinária, mastalgia e doenças fibrocísticas da mama.

Ginecológicas malignas: principalmente câncer de mama e colo uterino.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Últimas