Hábito de fumar prejudica aparelho digestivo

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

A degradação começa desde a boca e vai até o intestino delgado

Hábito de fumar prejudica aparelho digestivo

HOUIN / BSIP/BSIP/Corbis

O hábito de fumar pode causar aumento da acidez, retardando a cicatrização de úlceras do estômago e do duodeno. A degradação começa desde a boca e vai até o intestino delgado (duodeno).

Na boca, provoca problemas dentários e halitose (mau hálito). No esôfago e estômago, o fumo agride a mucosa deixando o trato gástrico propenso à gastrite e úlcera.

As principais doenças relacionadas com o hábito de fumar são câncer do tubo digestivo, refluxo gastroesofágico, úlcera gastroduodenal e inflamação no pâncreas.

"Os fumantes podem cultivar outros hábitos danosos ao aparelho digestivo, como consumo excessivo de café e álcool", explica o endoscopista Fauze Maluf Filho, do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

Segundo ele, a saída para evitar os malefícios do cigarro é parar de fumar. "Na maioria dos casos que o paciente apresenta algum problema no aparelho digestivo e fumou por um longo tempo, tende a ter uma recuperação muito tardia em relação àquele que não fuma", diz o médico.

Outro cuidado especial aos que pararam de fumar é manter uma dieta saudável, pois a interrupção do uso do cigarro gera ansiedade, o que aumenta a ingestão de alimentos e o aumento de massa corporal.

Natália Farah


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: doença saúde gastrite fumar

Últimas